Montenegro chama Gatito Fernández de 'covarde'
Vítor Silva/Botafogo
Montenegro chama Gatito Fernández de 'covarde'

Após ser criticado por Carlos Augusto Montenegro, ex-presidente e ex-número 1 do antigo Comitê de Futebol do Alvinegro, o goleiro Gatito Fernández resolveu se pronunciar. Em entrevista ao portal "globoesporte.com", o paraguaio afirmou que o ex-dirigente mentiu ao falar sobre a sua situação no clube carioca.

- Montenegro nunca me perguntou como eu estava. Ou me fez ligação ou mandou alguma mensagem para perguntar como eu estou. Nunca! E citar meu nome de maneira caluniosa assim que é covardia imensa - afirmou.



Você viu?

Gatito Fernández não atua pelo Botafogo desde o clássico contra o Vasco válido pela Copa do Brasil. O jogo aconteceu no fim de setembro de 2020. O goleiro falou sobre a sua situação.

- Talvez ele não saiba, mas estou há 3 semanas de muletas. Poderia perguntar para os médicos que saíram do clube ou os que estão presentes agora a realidade da minha lesão. Ele não passaria de mentiroso. É muito fácil falar sem saber a verdade. Ou não fazer questão de procurar a verdade. Não é a primeira vez que ele tem esse comportamento comigo. Covardia, aliás, é dizer coisas do tipo e depois vir me abraçar - disparou.

A polêmica envolvendo os dois começou quando Montenegro fez um desabafo um grupo fechado de sócios do Botafogo para abordar a situação do Glorioso na temporada. Gatito foi alvo das críticas do ex-presidente.

- Goleiros. Pensávamos que estávamos bem. Não contávamos com a covardia do Gatito de não querer jogar - disse Montenegro, em uma parte do desabafo, quando analisar o elenco alvinegro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários