Ramírez
Instagram
Ramírez

Nesta quinta-feira, a Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou o meia-atacante colombiano Juan Pablo Ramirez , do Bahia, por injúria racial ao volante Gerson , do Flamengo .


Na partida realizada no dia 20 de novembro, no Maracanã, o rubro-negro alegou ter que Ramirez disse “cala a boca, negro” para ele; o técnico do Bahia , Mano Menezes , ainda discutiu com Gerson e disse que o jogador estava “de malandragem”.

A Civil informou que as testemunhas do caso já foram ouvidas e que a análise das imagens do jogo mostra imediatamente a indignação do rubro-negro.

Segundo a nota divulgada, os companheiros do jogador disseram que ele ficou extremamente abalado com o episódio e, diferentemente do comum, apresentou um comportamento isolado no vestiário.

"Quero falar uma coisa: tenho muitos jogos como profissional e nunca vim falar nada porque nunca sofri esse preconceito. Quando tomamos um gol, o Bruno Henrique ia chutar uma bola, o Ramirez reclamou e fui falar com ele, que disse: 'Cala a boca, negro' ", declarou Gerson na época.

O colombiano negou ter dito tal injúria, disse que apenas falou: "Joga rápido, irmão"; em um primeiro momento o Bahia prestou solidariedade a Gerson e afastou Ramirez, mas, poucos dias depois, o reintegrou

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários