Grêmio x Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo
Grêmio x Flamengo

Em uma partida com roteiros diferentes do Flamengo nos dois tempos de jogo, o Rubro-Negro carioca bateu o Grêmio , de virada, por 4 a 2, em jogo adiado pela 23ª rodada do Brasileirão . Com o triunfo, o time de Rogério Ceni chegou a 58 pontos e subiu para a vice-liderança do torneio nacional.

O primeiro tempo foi agitado na Arena do Grêmio. Com as duas equipes ofensivas, marcando sob pressão, lance perigosos foram protagonizados pelos dois times. O Tricolor gaúcho foi o primeiro a quase balançar a rede. Ferreira recebeu pela esquerda, conduziu para o meio e finalizou forte. A bola desviou em Isla e Hugo fez boa defesa. O Rubro-Negro deu o troco em seguida. Arrascaeta descolou grande passe para Gabigol, que invadiu a área e finalizou de perna esquerda, mas Vanderlei segurou firme.

O Flamengo, aos poucos, cresceu no jogo e passou a ter mais posse de bola do que o rival. Aos 17 minutos, Gustavo Henrique quase abriu o placar. Após cobrança de escanteio de Arrascaeta, o zagueiro finalizou de primeira. Matheus Henrique colocou a cabeça na bola e salvou o Grêmio. Na sequência, ela sobrou para Bruno Henrique, que chutou por cima do gol e desperdiçou ótima oportunidade.

A dupla de ataque rubro-negra, Bruno Henrique e Gabigol, atuavam bem próximos, o que dificultava a marcação tricolor, e o Flamengo tentava tirar proveito. Aos 31, quase que a estratégia de Rogério Ceni deu certo. O camisa 9 recebeu em profundidade passou por Kannemann na velocidade e tenta encobrir o goleiro gremista, que faz boa defesa.

No lance seguinte, Gabigol voltou a desperdiçar chance de balançar a rede. Everton Ribeiro lançou o atacante, que saiu na cara de Vanderlei, mas finalizou mal, com o tornozelo, e a bola foi para fora. O time gaúcho resistiu bem à pressão dos cariocas e foi presenteado com um gol antes do término do primeiro tempo. Alisson fez grande jogada pela direita e mandou a bola nas costas da defesa, encontrando Diego Souza, que, sozinho, cabeceou para estufar a rede e comemorar com direito a dancinha na frente da câmera.

Você viu?

Na segunda etapa, o roteiro foi diferente. O Flamengo voltou melhor para a segunda etapa e iniciou os 45 minutos finais pressionando o Grêmio. Aos 11 minutos, os cariocas conseguiram furar o setor defensivo tricolor e empataram o jogo. Arrascaeta deu belo passe para Gabigol, que invadiu a área e rolou para Everton Ribeiro finalizar com pouco ângulo, mas, mesmo assim, Vanderlei não conseguiu defender.

Sem deixar o Grêmio respirar, o Flamengo virou o marcador. Após boa troca de passes, Gabigol recebeu na entrada da área e finalizou com muita categoria, no cantinho do gol, para virar o placar. O técnico Renato Portalupi percebeu a queda de rendimento da sua equipe e fez alterações: saíram Ferreira, Lucas Silva e Alisson, e entraram Everton, Maicon e Luiz Fernando, respectivamente.

Porém, as mudanças não surtiram efeito. Pelo contrário. Aos 18, quase que Everton Ribeiro ampliou para o Flamengo. Bruno Henrique fez grande jogada pela direita e rolou na medida para o camisa 7. Ele finalizou para o gol, a bola desviou em Rodrigues e saiu pela linha de fundo. Mas, no lance seguinte, não teve jeito. Gabigol recebeu, tocou para Arrascaeta, que, livre, chutou para ampliar o marcador.

Depois de conseguir o terceiro, Rogério Ceni fez alterações no time. Tirou Diego Ribas e Everton Ribeiro e colocou João Gomes e Vitinho, respectivamente. Mas, aos 39 minutos minutos, o Grêmio voltou a marcar um gol. Diego Souza, em linda cobrança de falta, sem chances para Hugo Souza, fez o segundo dele do Tricolor gaúcho no jogo.

Quando o Grêmio ensaiou uma reação pelo empate, o Flamengo fechou o caixão. Em contra-ataque, Vitinho deu lindo passe para Isla, que invadiu a área, chutou truncado, mas a bola passou pelo goleiro Vanderlei. Depois do gol, o Rubro-Negro administrou a posse de bola para conquistar três pontos fora de casa.

O Flamengo volta a campo na próxima segunda-feira para pegar o Sport, às 20h, em Recife, pela 33ª rodada do Brasileirão. Com quatro pontos atrás do líder Internacional, o Rubro-Negro precisa vencer para continuar na cola do Colorado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários