Revoltado, Renato Gaúcho faz ameaça para a reta final do Brasileirão
Reprodução
Revoltado, Renato Gaúcho faz ameaça para a reta final do Brasileirão

Após a derrota de virada para o Internacional, por 2 a 1, neste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Renato Gaúcho criticou o uso do VAR, principalmente no pênalti marcado nos minutos finais da partida, que resultou no gol de Edenílson. 

- O que aconteceu foi uma palhaçada. Se eles queriam avacalhar o Campeonato Brasileiro, conseguiram. Se o presidente autorizar, é o transição que vai terminar o Brasileiro. Tira o árbitro do jogo e deixa o VAR, que é quem decide - reclamou Renato Gaúcho.

Com o Grêmio tendo poucas chances de brigar pelo título, devido a derrota para seu rival, Renato disse que vai utilizar uma equipe reserva para terminar a competição. 

- A gente vai por a transição daqui pra frente, seu (Leonardo) Gaciba (chefe da Comissão de Arbitragem da CBF). Vamos nos preparar para a Copa do Brasil. Vocês só não podem ficar cobrando que o Grêmio não quer o Brasileirão. Não adianta trabalhar a semana toda e ver isso daqui. Chega, Gaciba. Tira o VAR - disse o treinador.

Após o clássico, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., deu entrevista coletiva e negou entrar com uma reclamação na CBF. Segundo o mandatário, esse tipo de intimidação não adianta e acaba dando "dor de cabeça" para o clube.

- Pode ficar todo mundo tranquilo que dessa vez o Grêmio não formalizará a reclamação na CBF. Até porque hoje ficou claro a crise da arbitragem. Calamitosa. Porque é muito claro. Chegamos na conclusão que não adianta mais. O prejuízo já está feito - explicou o dirigente.

O Grêmio agora se prepara para enfrentar o Coritiba no próximo domingo, fora de casa. Agora, a dúvida que fica é se Renato Gaúcho cumprirá a promessa e mandará os reservas ou os titulares para a partida. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários