Lance

Claudinho fez um dos gols da vitória do Bragantino sobre o Corinthians
Ari Ferreira / Red Bull Bragantino
Claudinho fez um dos gols da vitória do Bragantino sobre o Corinthians

Em mais uma grande atuação nesta boa fase, o Red Bull Bragantino não tomou conhecimento do Corinthians e bateu o adversário por 2 a 0, na Neo Química Arena, nesta segunda-feira, pela 32ª rodada do Brasileirão 2020 . Com gols de Helinho e do ex-corintiano Claudinho, os visitantes levaram a melhor e subiram para a 11ª posição na tabela, enquanto o Alvinegro ficou com a 10ª colocação.

RB joga melhor e abre dois de vantagem no primeiro tempo

O jogo mal começou e os visitantes já foram para cima dos donos da casa. Após pressionar a saída de bola corintiana e tomar a posse no campo de ataque, o RB fez uma boa jogada de pé em pé até que Helinho arriscou chute cruzado de fora da área para superar Cássio e abrir o placar, que acabou mudando os rumos do primeiro tempo, mas confirmaria quem joga melhor atualmente.

Por outro lado, o Corinthians teve de sair mais para o ataque para buscar o empate. Apesar de reproduzir o estilo de jogo que vem dando certo ultimamente, esbarrou em uma equipe competente, que travava os laterais e dominava o meio-campo. Além disso, as conclusões das jogadas alvinegras deixaram a desejar. Cazares, duas vezes, Mateus Vital e Fagner arriscaram chutes, mas não tiveram sucesso, ou foram parados pelo goleiro Cleiton.

Enquanto isso, o Bragantino chegava sempre com perigo e parecia mais próximo do segundo gol, que foi o que aconteceu. Aderlan tocou para Ytalo, que deu uma assistência preciosa para Claudinho, dentro da área, tocar por cima de Cássio e balançar a rede: 2 a 0 para o RB. Ramiro, com um belo chute de longe, ainda tentou diminuir, a bola passou perto, mas fora do gol. Assim, a partida foi para o intervalo com os visitantes em uma noite mais inspirada.

Você viu?

Mancini mexe no time, mas RB continua melhor no segundo tempo

Na volta do vestiário, Vagner Mancini tirou seus dois pontas: Mateus Vital e Gustavo Mosquito, e colocou em campo Otero e Léo Natel, mas as substituições não surtiram efeito. Além disso, o Bragantino continuou mais perigoso para ampliar o placar, pecando sempre no excesso de preciosismo ou nas tomadas de decisão, já que o adversário deu muito espaço até para golear.

Ricardo Ryller e Claudinho tiveram chances para marcar perto dos 20 minutos, quando Mancini tirou Jô e Cazares para colocar Everaldo e Luan. Logo em seguida, em chute de fora da área, quase Otero marcou um belo gol, mas a bola foi para fora. Alguns minutos depois, Ramiro outra vez arriscou de longe e exigiu grande defesa do goleiro Cleiton, na melhor chance da segunda etapa.

Enquanto os visitantes desperdiçavam oportunidades de ampliar, e Cássio fazia um milagre em cabeceio de Ligger, os mandantes buscavam, na base da raça, o gol de honra. Léo Natel, dentro da área, finalizou, mas ficou fácil para Cleiton defender. Antes do término do jogo, Cuello tentou um recuo mal feito para o goleiro, e Fábio Santos quase tocou para o gol, mas Léo Ortiz salvou em cima da linha. Foi a última chance corintiana para tentar diminuir o marcador.

E agora?

Com a vitória, o Red Bull Bragantino sobe para a 11ª posição no Brasileirão e vai a 44 pontos, colando no Corinthians , em 10º, com 45 e um jogo a menos. Na próxima quinta-feira, o Timão vai até Salvador para enfrentar o Bahia, em partida atrasada da 30ª rodada. Enquanto o RB vai até Porto Alegre, no próximo domingo, para pegar o Internacional, líder do campeonato pela 33ª rodada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários