Bruno
Divulgação
Bruno

Após a eliminação na Série D, o Rio Branco , do Acre, decidiu não renovar o contrato com o goleiro Bruno, ex-Flamengo . A contratação foi cercada de polêmica  e a equipe chegou a perder patrocínios e também a técnica do time feminino, que pediu demissão após a confirmação .

Nas redes sociais, o jogador, de 36 anos, agradeceu a oportunidade e se despediu do clube da região Norte do Brasil.

"Aqui encerro meu vínculo com o nosso Rio Branco! Quero agradecer primeiramente a Deus por essa oportunidade concedida de conhecer o estado do Acre! Agradeço a Deus pela volta ao futebol! Agradeço a cada torcedor ou não rio branquense pelo carinho e apoio! Sentirei saudades! Não é uma despedida, mas sim um até breve ! Bjos a todos! Partiu Cabo Frio!", escreveu o jogador.

Bruno defendeu o Rio Branco-AC no segundo turno do Campeonato Acreano e também no Campeonato Brasileiro da Série D. Foram 18 jogos ao todo e um gol marcado, este no empate com o Bragantino-PA por 1 a 1, pela oitava rodada da Série D, na Arena Acreana, na capital.

Vale lembrar que o goleiro Bruno foi condenado a 20 anos e nove meses de prisão pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza e pelo sequestro e cárcere privado de Bruninho, filho dos dois. Bruno também havia sido condenado por ocultação de cadáver, pena que foi depois extinta, após a Justiça entender que o crime prescreveu. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários