Felipe Ximenes
Divulgação
Felipe Ximenes

O superintendente de esportes do Santos, Felipe Ximenes, falou sobre a expectativa de resolver um problema que vem incomodando o Peixe há algum tempo, o "transfer ban", punição junto à Fifa por conta de inadimplências para com outros clubes. 

Ximenes acredita que essa questão “ajudou” os garotos da base do Santos a evoluírem e conseguirem mais espaço no time principal, por conta do clube não poder contratar jogadores.

- Um evento negativo sempre será negativo, porém, a maneira como você reage ao mesmo, pode ser revertida em crescimento e evolução. Prefiro encarar a questão do ‘transfer ban’ como uma oportunidade que tivemos de apresentar mais uma vez a força dos “Meninos da Vila”. Tenho certeza que em breve regularizaremos essa situação – conta o superintendente.

Ainda envolvendo questões financeiras, Ximenes falou sobre o destino da premiação por chegar à final da Libertadores.  Durante a semana, o presidente do Santos, Andrés Rueda, garantiu que parte do dinheiro será dirigido à compra do zagueiro  Luan Peres.

Você viu?

- Em um trabalho em conjunto envolvendo o departamento administrativo, financeiro e a diretoria do Santos, encontraremos o melhor destino para os recursos que entrarem. Focaremos em fazer o melhor para o futebol do clube – disse Ximenes.

Muito elogiado durante a temporada por realizar um trabalho excelente, Cuca ainda não tem seu futuro confirmado no Santos. Porém, se depender de Felipe, o técnico permanecerá por muito tempo no Peixe.

- O presidente Andrés Rueda e o auxiliar do departamento de futebol do Santos, José Renato Quaresma, já manifestaram publicamente o desejo que Cuca fique no Santos. Espero que isso aconteça e que ele continue por muito tempo como técnico do clube. 

Sobre a classificação à final da Libertadores,  onde muitos não acreditavam no Santos por ter um elenco jovem e limitado, Ximenes garantiu que a decisão entre os clubes paulistas é justa e que o grupo de jogadores mereceu.

- É uma sensação especial por ser o maior torneio do continente, porém a limitação que temos é somente quantitativa. A qualidade do elenco foi demonstrada desde a 1ª fase do torneio, onde obtivemos a segunda melhor campanha geral. Aliás, estão na final as duas equipes com melhor aproveitamento, o que mostra a justiça - encerra o superintendente. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários