Menino de 11 anos foi vítima de racismo durante partida de futebol
Reprodução
Menino de 11 anos foi vítima de racismo durante partida de futebol

Um vídeo de um menino de 11 anos relatando ter sofrido racismo ganhou repercussão nas redes sociais nesta sexta-feira. Luiz Eduardo , que disputava um torneio de futebol em Poços de Caldas , sul de Minas, afirmou que o treinador do time adversário se referiu a ele diversas vezes como "preto".

“Ele falava assim toda hora: 'Fecha o preto, fecha o preto, fecha o preto aí'. Eu guardei para falar no final. Ele falou um monte de vezes”, disse o menino, aos prantos.


O treinador adversário é Lázaro Caiana, que tratou a denúncia como uma "inverdade". O caso foi registrado pela Polícia Militar.

Após tomarem conhecimento do caso, alguns jogadores, como Neymar e Gabriel Jesus, mandaram mensagens de força ao garoto.

"Vi que você passou por uma situação chata e triste. Infelizmente, temos passado por esse tipo de coisa, que não cabe mais hoje em dia. Quero te desejar força, muito amor, muita luz, que você não desista do que você ama fazer, que é jogar futebol. Pegue isso e transforme em treino, em dedicação em amor ao que você faz, aos seus pais, à sua família, à todos, sem raça ou cor. Sucesso!", disse o camisa 10 da Seleção em vídeo.


O Vasco da Gama , pioneiro na luta contra o racismo no futebol, também manifestou apoio a Luiz Eduardo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários