O "caso Robinho " segue repercutindo em todos os setores. Na segunda-feira, foi a vez do apresentador e narrador Galvão Bueno se pronunciar sobre o jogador, que foi condenado por estupro na Itália .

Durante participação no "Bem, Amigos", do SporTV , o narrador não escondeu sua decepção. 

"Eu não quero discutir Justiça, eu quero discutir o absurdo, o crime hediondo que foi cometido. O posicionamento, as falas e as transcrições das falas dele, e tudo aquilo que ele disse, dói demais, é horroroso. É doloroso. É muito triste", disparou o narrador da Rede Globo. "Eu não estou aqui para saber se era primeira instância, segunda instância, ou qualquer coisa do tipo, eu estou arrasado. Arrasado. O ser humano não pode fazer uma coisa dessa."

O narrador Cléber Machado foi outro que falou e destacou a gravidade da situação.

"Não devia nem existir esse tipo de coisa, mas existe. Aliás, existe um a cada oito minutos. Então, ainda tem mais isso. A cada oito minutos há um registro de estupro. (Crime) hediondo", disse Cléber destacando os dados de violência contra a mulher no Brasil. "É isso. É aquela frase que já foi dita: 'Não é não'", conclui o narrador.

    Veja Também

      Mostrar mais