Lance

Márcio Rezende de Freitas
Reprodução/TV Globo
Márcio Rezende de Freitas


O ex-árbitro Márcio Rezende Freitas deixou o cargo de comentarista de arbitragem da Globo , onde atuava desde 2006, principalmente nas transmissões dos clube mineiros e, mais recentemente, na “Central do Apito”, em jogos regionais e nacionais.

A decisão da emissora é uma reformulação no quadro de comentaristas de arbitragem, concentrando os trabalhos na Central do Apito, em Rio e São Paulo, com Paulo César de Oliveira, Sandro Meira Ricci e Sálvio Spínola.

Márcio teve uma longa carreira na arbitragem, chegando ao quadro da FIFA, tendo participações nos Jogos Olímpicos de 1992, em Barcelona, e na Copa do Mundo de 1998, na França.

O ex-árbitro também esteve na Copa América de 2004 e e apitou diversas decisões nacionais, como a da Copa do Brasil de 1999 e os Campeonatos Brasileiros de 1995, decidido entre Santos e Botafogo, quando teve uma condução polêmica ao confirmar o gol ilegal de Túlio contra o Peixe. Em 1999, fez outra final de Brasileiro, entre Corinthians e Atlético-MG.

Mas, o lance que marcou sua carreira foi em 2005, quando não sinalizou um pênalti claro em Tinga , então no Internacional , diante do Corinthians . O resultado daquela partida poderia ter mudado o rumo do campeonato, vencido pela equipe paulista. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários