Robinho voltou a falar sobre o caso do estupo coletivo, em que foi c ondenado na Itália, em primeira instância . Para a Fox Sports, ele atacou a imprensa, se comparou ao presidente Jair Bolsonaro, contou que a vítima lhe pede indenização de R$ 3 milhões e disse que ganhou apoio de Neymar . O jogador do PSG já foi acusado de estupro, mas o caso foi encerrado, sem condenação.

"A imprensa colocou coisas deturpadas a meu respeito. Só que ninguém colocou que a menina pediu, no processo, R$ 3 milhões. Isso ninguém colocou", disse o atleta.

Para a Fox Sports, Robinho disse que sexo oral é comum quando as pessoas se relacionam e que não foi feito sem o consentimento da mulher: "Em uma relação entre homem e mulher tem sexo oral, a gente sabe. As pessoas são muito hipócritas. A gente sabe que tem jornalistas que saem com mulheres, que bebem, que usam drogas até, e que agora estão me atacando por isso".

O atacante afirmou que assim como o presidente, ele tem sido alvo de 'ataques sem provas'. Para o atacante, a imprensa brasileira prioriza notícias ruins:

"Estou me sentindo meio um Bolsonaro, está todo mundo me atacando (...). Na Turquia e na Itália não teve essa repercussão toda. Aqui no Brasil, eles priorizam notícias ruins. O pessoal só quer ganhar like. Olha o que fizeram com o presidente sem ter provas. Estão me acusando sem provas. Você liga a televisão no país, só falta sair sangue da TV. Infelizmente é o país que a gente vive. Mas, uma hora a verdade vai aparecer".

O atacante afirmou ainda que sua carreira poderia estar em um estágio pior se ele não fosse acusado de estupro na Itália. Isso porque ele contou que a partir do momento em que soube do processo, passou a tomar mais cuidado principalmente com sua vida fora de campo.

"Se não fosse o processo, talvez minha carreira estivesse pior, talvez eu não estivesse jogando bem como estou. Eu passei a me cuidar mais depois do que aconteceu".

Robinho revelou ainda que recebeu mensagens de apoio de Neymar, que teria se oferecido para ajudar e apoiar o ex-companheiro de Santos.

"O Neymar mandou mensagem. Ele se disponibilizou a ajudar, apoiar. Isso é para ver que não é só comigo, acontece com outros", completou.

    Veja Também

      Mostrar mais