Casagrande
Lance!
Casagrande

O comentarista da Rede Globo, Walter Casagrande, criticou duramente a contratação de Robinho pelo Santos, ao comentar as interceptações telefônicas onde o atacante, condenado pela Justiça italiana, revela ter participado de um estupro coletivo  naquele país.

O ex-jogador do Corinthians e Flamengo afirmou que "não vai se calar" e pediu para a sociedade "parar de aceitar sacanagem como qualquer coisa normal".

"Eu estou assustado com a sociedade brasileira. Não é o apedrejamento do Robinho, é o apedrejamento da moral da sociedade brasileiro. Não podem se inverter os valores. O Robinho está condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália. Recorreu, mas, neste momento, é condenado. Eu fico assustado com o que acontece no Brasil", apontou.

O comentarista ainda lembrou de outros episódios absurdos que ocorreram no Brasil recentemente, entre eles, a advertência a Carol Solberg, do vôlei de praia, por se manifestar contra o presidente Jair Bolsonaro , a o caso do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com dinheiro na cueca.

"No Brasil, se solta traficante, o vice-líder é preso com dinheiro na cueca. A Carol Solberg, por se manifestar politicamente, a CBV faz censura e o Santos contrata um jogador que é condenado por estupro. Não vou me calar. Eu sou uma voz, e não vou me calar perante esse tipo de coisa. Não estou preocupado com as consequências de nada que eu falo. Estou falando fatos, não estou inventando nem atacando ninguém. A sociedade tem que parar de aceitar sacanagem como qualquer coisa normal", completou o comentarista.

Veja o vídeo:


    Veja Também

      Mostrar mais