O lateral-esquerdo do Tottenham Danny Rose foi parado por policiais na semana passada enquanto dirigia pela cidade natal de Doncaster. Os oficiais teriam feito isso para verificar se o Range Rover de 100 mil libras dirigido pelo jogador era roubado. Segundo Rose, esse tipo de situaçãoa acontece com fequência. O jogador é mais uma vítima do racismo no esporte .

jogador
Reprodução/Instagram
Jogador falou sobre racismo


O jogador inglês de 30 anos recebe 60 mil libras (cerca de R$ 400 mil) por semana atuando em um dos principais clubes da Premier League. Apesar disso, ele conta como é tratado injustamente devido à cor de sua pele.

— Fui parado pela polícia na semana passada, o que ocorre regularmente sempre que volto a Doncaster, de onde sou — disse Rose ao apresentador Richie Sadlier no podcast "The Player's Chair".

O defensor afirmou que sempre é questionado pelos policiais: "este carro é roubado? Onde você conseguiu este carro? O que você está fazendo aqui? Você pode provar que comprou este carro?", ele escuta.

Rose é do jogador do Tottenham desde 2007, e foi emprestado a diversos clubes durante esse período, além de fazer aparições na seleção inglesa. Segundo ele, esse tipo de abordagem"acontece desde os 18 anos, desde que estou dirigindo".

Mas não é só com o seu carro que ele tem problemas:

— Acontece sempre que ando de trem. Em uma das últimas vezes, cheguei lá com minhas malas e imediatamente o atendente disse: "Você sabe que é de primeira classe?" E eu respondi: "sim, e daí?". E eles disseram: "Oh, bem, deixe-me ver seu ingresso, então?". Então eu mostrei meu bilhete à moça e duas pessoas brancas entraram no trem logo depois de mim e ela não disse nada. Eu perguntei: "bem, você não vai pedir os ingressos deles?", e ela disse: "Oh, bem, não, eu não preciso".

    Veja Também

      Mostrar mais