A Ferj , nesta terça-feira, entrou na Justiça contra Botafogo e Fluminense por conta do  manisfesto da dupla em que critica a entidade e o Campeonato Carioca. No caso, a federação exige o pagamento de R$ 100 mil por danos morais, além de indenização por danos materiais. As informações são do "Globoesporte.com".

fluminense
Mailson Santana e Lucas Merçon/FFC
Fluminense e Botafogo estão sendo processados pela Ferj


Em documento, a Ferj afirma que os clubes "expuseram grosseira e mentirosamente uma série de supostas irregularidades imputadas à Autora" e que "é muita covardia de ambos mandatários agirem às expensas das instituições que administram para tentar infligir alguma dor na moral alheia, visando amealhar alguma fugaz repercussão social".

A entidade também rebateu alguns pontos levantados por Botafogo e Fluminense no manisfesto, como a postura da federação na volta dos treinos. "Daí pergunta-se: há desmando em cumprir a Lei? Qual desrespeito praticado contra os torcedores?"

A Ferj aproveitou para atacar a dupla carioca, após esse argumento: "Essa retórica vazia e oportunista somente tem o condão de desvirtuar o foco da questão, qual seja, a inabilidade em gerir a crise em um clube falido. O suposto motivo nobre nada mais do que mascara uma triste realidade de bancarrota absoluta, bancada por sucessivas administrações incompetentes".

O documento diz também que não passa de um "chilique" o manisfesto produzido pelo Alvinegro e Tricolor. 

"A verdade é que dos 16 clubes apenas 2 discordaram do retorno a atividade desportiva, sentindo-se 'atacados' pela autora e por todos os outros 14 clubes, o que chega a ser uma piada de gosto duvidoso. O ataque a que ambas Rés se referem é a derrota acachapante de 14 x 2? Trata-se, pois, de um mero chilique sem qualquer embasamento para tanto".

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais