O juízo da Vara Central de Violência Doméstica contra a Mulher de São Paulo informou que não tem provas que comprovem a denúncia de agressã de Dudu na ex-mulher, Mallu Ohana e, por isso, negou o pedido de defesa de Mallu oara que o jogador se mantenha distante dela como medida protetiva.


Mallu Ohanna e Dudu
Reprodução/Instagram
Mallu Ohanna e Dudu


De acordo com Gabriela Moreira, do Globo Esporte, o juiz Luis Fernando Decoussau Machadi afirmou que, até agora, o inquérito não conseguiu provar o que Mallu narrou em depoimento: a agressão com socos na cabeça, na região no colo, além de puxões de cabelo por parte de Dudu .

Segundo o blog de André Hernan, o juiz levou em consideração as imagens juntadas no processo, além de depoimentos das testemunhas. De acordo com as informações, não há provas de que a discussão do ex-casal tenha terminado em agressões por parte do camisa 7 do Palmeiras.

Das quatro pessoas ouvidas pela polícia, duas reafirmam a tese da defesa de Dudu de que ele teria sido agredido por Mallu, outra se manteve neutra e a última afirmou que ambos se agrediram durante a briga.



    Veja Também

      Mostrar mais