Gustagol, atacante emprestado pelo Corinthians
Corinthians/Twitter/Reprodução
Gustagol, atacante emprestado pelo Corinthians

A contratação do atacante Gustavo, o Gustagol , pelo Jeonbuk Motors , da Coreia do Sul, não deve ocorrer, pelo menos com os números apresentados até agora, que chegam a 2,5 milhões de dólares (R$ 13,2 milhões na cotação atual).

Em entrevista à Rádio Guaíba, o vice de futebol do Internacional, Alessandro Barcellos, apontou que Gustagol, que atuou apenas em três jogos pelo Inter em 2020 e não marcou gol, permanece como atleta do clube.

“Não existe nada oficial sobre esse tema. Temos contrato com o atleta e, assim como qualquer outro vínculo, vamos cumprir”, afirmou.

A proposta feita pelos coreanos agradou ao Corinthians , que detém 30% dos direitos federativos do jogador, porém, não foi aceita pelos dirigentes colorados. Informações dão conta que a direção do time gaúcho só aceita negociar se o montante chegar a um valor que cubra a multa rescisória pela quebra de contrato, algo em torno de US$ 3 milhões (R$ 15,9 milhões), com o Colorado tendo direito a R$ 2,3 milhões.

Considerando o valor de R$ 1,5 milhão investido pelo clube gaúcho para comprar, de forma parcelada, os 15% do passe do jogador, o lucro com Gustagol com a atual proposta seria de apenas R$ 480 mil. Porém, se os coreanos pagarem a multa exigida, o ganho subiria para R$ 825 mil.

Vale lembrar que o contrato assinado entre os times também dá direito aos dirigentes colorados comprarem um novo percentual em dezembro. Ou seja, mesmo que o atacante se valorize ao longo do ano, o valor já está fixado previamente.

Além dos 30% dos paulistas, e dos 15% dos gaúchos, o jogador tem vínculo com o Criciúma, que possui 35% e o Taboão da Serra, que detém os outros 20%.

O que pode facilitar a negociação é a dificuldade financeira do Inter por conta da pandemia. O clube teve déficit de R$ 51 milhões e queda de R$ 20 milhões em receitas apenas nos primeiros quatro meses do ano.

    Veja Também

      Mostrar mais