Lance

Andrés Sánchez, presidente do Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Andrés Sánchez, presidente do Corinthians

Uma nova polêmica tomou conta do Corinthians nesta terça-feira (09). Em nota divulgada no site do clube e assinada pelo presidente Andrés Sanchez, o Alvinegro afirma que o portal de notícias do Corinthians, 'Meu Timão', não tem autorização para usar o termo 'Timão', já que o departamento de Marketing e Financeiro do clube entende que o nome é exclusivo do Corinthians. 

Leia também: Ex-pilota abandona sonho na Nascar e vira modelo pornô; veja fotos

Com mais de onze anos de existência, o ' Meu Timão ' é considerado um dos portais mais importantes em termos de Corinthians , com notícias sobre o dia a dia do clube, negociações, entre outros temas.

Segundo o jornalista Juca Kfouri publicou em seu blog no UOL , a diretoria do Corinthians tentou comprar o site por R$ 6 milhões, oferta que, supostamente, foi rejeitada pela equipe de portal.

O responsável pelo site, Danilo Augusto , afirmou, em nota enviada ao Blog do Juca Kfouri que: 'O Meu Timão pontua que a sua marca foi estabelecida a partir dos seus próprios esforços e é independente de qualquer vínculo com o clube. Expressa ainda sua preocupação com a condução dessas iniciativas exatamente no período em que o portal tem voltado sua cobertura jornalística para assuntos sensíveis, como a dívida crescente do clube. O assunto está sendo conduzido por nossos advogados, que já responderam oficialmente à notificação do clube', afirma um trecho do comunicado.

Nas redes sociais, diversos torcedores condenaram a atitude da diretoria corintiana.

Veja a nota assinada por Andrés Sánchez:

A PARTIR DESTA DATA, o Corinthians empreende um novo esforço em defesa de seus interesses econômicos.

TODA ADMINISTRAÇÃO TEM o dever estatutário de proteger as marcas que o Corinthians detém -- muitas delas depositadas desde 1977 em órgãos como o INPI. Trata-se de assegurar o acesso do clube a novas fontes de renda a partir da diversificação de licenciamentos, o que se torna ainda mais imperativo diante dos efeitos econômicos devastadores da atualidade. A exploração da marca "Timão" é um desses direitos reservados: além de patrimônio do Corinthians e de seus torcedores, é licenciada a seus patrocinadores e parceiros.

AO TOMAR CONHECIMENTO, por meio de sócios, de que um conhecido site de notícias sobre o Clube foi oferecido a possíveis compradores, com demonstração cabal de seus ganhos e de sua audiência, o Corinthians consultou seu Departamento de Marketing e, posteriormente, seu Departamento Jurídico.

BASTANTE CONFORTÁVEL na defesa de seus direitos, o Clube decidiu notificar extrajudicialmente não só essa empresa, como também quaisquer outras iniciativas comerciais que usem nossas marcas de forma irregular, o que, no caso desses sites, permite que recebam ganhos vultosos em publicidade programática, enquanto se geram confusão e concorrência desleal com os veículos oficiais do clube nas buscas pela internet.

RESSALTAMOS QUE tudo isso poderá ser regularizado, desde que o clube autorize seu uso nos termos habituais mantidos com suas parcerias licenciadas, também feridas por esse uso indevido.

Atenciosamente,
Andrés Sánchez

    Veja Também

      Mostrar mais