Jogador fará a operação nessa semana
Divulgação
Jogador fará a operação nessa semana

O coronavírus não está atrapalhando somente as finanças dos clubes brasileiros, como também os jogadores, que são obrigados a treinar em casa sem os equipamentos adequados. Pior ainda para atacante Matheus Carvalho , do Náutico.

O jogador machucou o joelho no jogo diante do Botafogo , nos Estádio dos Aflitos , pela Copa do Brasil, no dia 19 de fevereiro, porém, só vai conseguir a operação necessária para continuar a jogar nessa quinta-feira, depois de mais de três meses.

Leia mais: Ex-São Paulo fala sobre volta do Português e se mostra contra retorno no Brasil

Após realizar exames de imagem, foi detectada uma ruptura total do ligamento cruzado anterior do joelho direito. O problema é que, para operar, era necessário um mês para que a área desinchasse. Entretanto, o prazo coincidiu justamente com o início das normas de isolamento social e quarentena em Pernambuco, com as cirurgias eletivas sendo suspensas em todo o estado.

Como o prazo de recuperação é de oito meses, o atacante não atua mais pelo Náutico nesta temporada, o que será uma grande perda para a equipe pernambucana, já que Matheus era o vice-artilheiro do time em 2020, com quatro gols marcados em sete partidas disputadas. No Timbu desde 2019, ele tem 28 jogos e foi as redes em nove oportunidades.

O campeonato Pernambucano está parado desde o dia 17 de março. Porém, com o aval do Governo de Pernambuco para o retorno dos treinamentos presenciais no próximo dia 15, a expectativa é que a competição possa retornar já no dia 28 de junho.

Em entrevista recente, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, afirmou que, caso a curva de contágio da Covid-19 siga sob controle no estado, os times voltarão a campo no último domingo do mês, para a disputa da última rodada da primeira fase. Os jogos seriam realizados sem público.

“Voltar dia 28 é a nossa pretensão. Os relatórios estão sendo excelentes e apontam uma queda de contágio. Então está tudo caminhando bem. Em um cenário de tudo sobre controle, a data é essa”, apontou.

É importante ressaltar que Pernambuco conta com mais de 35 mil registros da doença, com quase três mil mortes.

    Veja Também

      Mostrar mais