Lance


Responsável pela chegada de Ronaldinho e Assis a cidade de Assunção, no Paraguai, Dalia López está foragida desde o dia 7 de março pela justiça do país, quando foi expedido um mandado de prisão contra ela.

Leia também: Detido no Paraguai, Ronaldinho aparece em live do 'Revelação' e bomba na web

Dalia López arrow-options
Reprodução/Instagram
Dalia López


Nesta quinta-feira, seu advogado apresentou um pedido de hábeas corpus genérico ao juiz penal Rolando Duarte, que traz uma pequena defesa da empresária sobre seu esconderijo.

Leia também: Mauro Cezar sobre R10: Ronaldinho foi o melhor do mundo com preguiça'

- Entrei com a ação porque estou em perigo iminente de ser privada da minha liberdade física - afirma no documento.

Dalia foi a responsável por contratar Ronaldinho para uma ação promocional. Presidente de uma fundação beneficente, o ex-jogador foi chamado para emprestar sua imagem a um lançamento de um livro.

Isso desencadeou inúmeros problemas que levaram à prisão de Ronaldinho e Assis, seu empresário. Os dois ficaram presos em um presídio por mais de um mês, e hoje se encontram em prisão domiciliar em um hotel de luxo na capital paraguaia.

Leia também: Ronaldinho é transferido para prisão domiciliar no Paraguai

Ronaldinho e Assis entraram no país e apresentaram passaportes falsos, mesmo sem a necessidade de adentrar ao país com o documento por conta do acordo entre países do Mercosul. A polícia iniciou uma investigação e ambos são suspeitos de participarem de um esquema de lavagem de dinheiro.

    Veja Também

      Mostrar mais