Giuliano%2C meia do Al-Nassr
Mowa Press
Giuliano, meia do Al-Nassr

O interesse do clube é antigo, mas, a chegada do meia Giuliano , atualmente no Al-Nassr, da Arábia Saudita, ao Corinthians , como chegou a ser especulado nos últimos dias, está longe de ser uma possibilidade próxima.

Leia mais: Campus na Arena tem acordo de 5 anos e participação do Corinthians nas receitas

A reportagem do iG apurou que, em janeiro desse ano, uma pessoa ligada ao clube paulista chegou a sondar as condições do negócio, a pedido do recém-chegado técnico Tiago Nunes , porém, a multa rescisória de 10 milhões de euros (hoje cerca de R$ 57 milhões) impediu qualquer início de negociação.

Uma nova investida dos paulistas também não é cogitada nesse momento. Apesar de o jogador ter um contrato curto, até junho de 2021 - e que abriria a possibilidade de assinar um pré-acordo com qualquer clube em janeiro do ano que vem -, existe no documento assinado com os árabes uma cláusula de renovação por mais um ano.

As incertezas causadas pelo coronavírus, que paralisou todos os campeonatos, e o crescimento diário no número de casos e mortes no país, não abrindo, pelo menos por enquanto, qualquer possibilidade de um retorno das competições, também pesam em uma possível negociação. Em contato rápido com a reportagem, um dirigente da alta cúpula alvinegra negou qualquer negociação com o meia Giuliano e foi taxativo sobre essa possibilidade no momento. “Esquece. Pessoas morrendo e vamos pensar nisso?”, afirmou.

Por outro lado, apesar do bom momento dentro de campo e do contrato vigente, Giuliano já deixou claro a pessoas próximas que vê com bons olhos um retorno ao Brasil, após quatro anos atuando fora do país, com passagens pelo Zenit, da Rússia; Fenerbahçe, da Turquia; e, agora, o Al-Nassr. Esse retorno, inclusive, chegou a ser tentado por alguns clubes nas últimas duas janelas, porém, as negociações não foram concretizadas, justamente pelos valores envolvidos e a falta desejo dos árabes em liberar o meia, que nessa temporada soma 28 jogos e 11 gols.

Leia mais: Cogitado no Corinthians, Bandeira de Mello descarta ir para rival

Paranaense de Curitiba, Giuliano, hoje com 29 anos, foi revelado pelo Paraná Clube e também conta com passagens no Brasil pelo Internacional, clube que saiu com o status de melhor jogador da Libertadores de 2010, e Grêmio, permanência que durou até 2016 e acumulou 108 partidas e 18 gols. Após destaque no Brasileirão de 2015, o meia deixou o tricolor gaúcho rumo à Rússia. O jogador também tem 14 jogos pela seleção brasileira, sendo convocado, em 2012, pelo técnico Mano Menezes, e voltando a vestir a amarelinha somente quatro anos depois, na primeira convocação do técnico Tite.

A chegada de um novo meia é um desejo do técnico Tiago Nunes, já que o setor de criação é hoje um dos principais problemas do Corinthians . Luan é apontado no elenco como o único qualificado para fazer a função e o clube paulista também perderá, até o final desse ano, o meio Pedrinho, que já tem acordo assinado com o Benfica, de Portugal.

A princípio, a saída do garoto estava prevista na janela do meio do ano, porém, na última semana, em entrevista à TV oficial do Benfica, o diretor de futebol do time português, Tiago Pinto, confirmou que há conversas para que Pedrinho siga no Brasil até o final do ano, citando uma questão ética em relação ao clube brasileiro. Ainda de acordo com o dirigente, a ideia é que o jogador brasileiro ajude somente na próxima temporada, já que na atual será dada prioridade aos jogadores que ajudaram a equipe a conquistar dois títulos. Pedrinho foi vendido ao Benfica por 20 milhões de euros (R$ 93 milhões). O time de Parque São Jorge tem 70% dos direitos econômicos.

    Veja Também

      Mostrar mais