A Conmebol decidiu pedir à Fifa que o começo das Eliminatórias seja em setembro.

Leia também: Libertadores pode retornar em 6 de maio, afirma presidente da Conmebol

conmebol
CONMEBOL/REPRODUÇÃO
Sede da Conmebol


As primeiras duas rodadas das Eliminatórias aconteceriam neste mês de março, mas foram adiadas inicialmente por conta do coronavírus. O conselho da Conmebol , que se reuniu nesta quinta-feira, decidiu indicar quando elas serão jogadas.

Leia também: Coronavírus adia início das Eliminatórias da Copa do Mundo

A próxima data Fifa no calendário internacional é junho, para jogos amistosos que antecederiam a Copa América. Mas o torneio foi adiado para 2021.

No caso do Brasil, as datas dos amistosos seriam relevantes para cumprir contrato com a Pitch. Os jogos estavam agendados anteriormente para os Estados Unidos, onde a seleção faria preparação para a Copa América.

De qualquer forma, não se sabe se o futebol voltará em junho. A Conmebol já adiou a Libertadores e a Sul-Americana pelo menos até 5 de maio.

Correção

A Conmebol publicou duas versões, em espanhol e português, do comunicado pós-reunião e cometeu um erro de tradução. Na versão em português, disse que os jogos de setembro seriam adiados também.

Leia também: Por pandemia do coronavírus, Copa América é adiada para 2021

A nota da Conmebol corrigida:

O Conselho da CONMEBOL, celebrado hoje por videoconferência após as medidas de prevenção estabelecidas, aprovou por unanimidade as seguintes decisões com o objetivo de priorizar a saúde em todos os momentos:

Realizar através de videoconferência o 72º Congresso Ordinário da Confederação, previsto para 2 de abril de 2020.

Solicitar à FIFA que adie para setembro as duas primeiras rodadas das eliminatórias sul-americanas para a Copa Mundial da FIFA Catar 2022.

Dessa forma, a Confederação toma precauções perante a evolução mundial e regional do Coronavírus (COVID-19), em consonância com as recomendações indicadas pelas autoridades internacionais em matéria de Saúde Pública.

    Veja Também

      Mostrar mais