Lance

Lance

O São Paulo vai começar a disputa da Copa Libertadores com três desfalques para a estreia contra o Binacional-PER, no dia 5 de março, às 21h. Everton, Brenner e Fernando Diniz têm suspensões a cumprir e estão fora do primeiro jogo da fase de grupos da competição sul-americana.

Libertadores
Maurício Rummens/Fotoarena/Agência O Globo
São Paulo terá desfalques na estreia da Libertadores

Leia também: Preso por tráfico de drogas, campeão da Libertadores é extraditado para os EUA

No caso de Everton, expulso no empate em 0 a 0 com o Talleres-ARG, no duelo de volta da fase preliminar da Liberta de 2019, quando o  São Paulo foi eliminado, serão dois jogos de suspensão a cumprir. Portanto ele não só ficará fora da estreia no Peru, como também na partida diante da LDU-EQU, no Morumbi.

Brenner tem uma suspensão pendente que é ainda mais antiga que a de Everton. O atacante foi expulso na derrota por 1 a 0 para o Colón-ARG, na Copa Sul-American de 2018 e pegou dois jogos de punição. Um já foi cumprido no confronto de volta da segunda fase do torneio, o segundo será contra o Binacional, na estreia da Copa Libertadores deste ano.

Diniz, por sua vez, foi suspenso pela Conmebol quando ainda treinava o Fluminense, por conta de incidentes contra o Peñarol, no Maracanã, em julho de 2019, pela volta das oitavas de final da Sul-Americana. Naquela ocasião ele foi punido devido a um atraso de dois minutos no reinício da partida.

Para o lugar de Diniz, Márcio Araújo deve ficar no banco de reservas, já Everton e Brenner, que são reservas, ficarão fora do banco de reservas. Vale lembrar que a Conmebol alterou o horário da estreia tricolor, antes era às 23h e passou para as 21h (de Brasília). O jogo será contra o Binacional-PER, fora de casa. 

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais