Tamanho do texto

Equipe alvinegra pode reencontrar todos os seus algozes ao longo dos anos

Em 2011, Corinthians foi eliminado pelo Tolima ainda na fase preliminar arrow-options
Arquivo iG
Em 2011, Corinthians foi eliminado pelo Tolima ainda na fase preliminar

Na noite da última quarta, o Corinthians garantiu sua classificação para a Copa Libertadores do ano que vem ao vencer o Ceará por 1 a 0 , no Castelão. Em busca do bicampeonato continental, o time alvinegro pode reencontrar fantasmas de seu passado.

Leia também: Pela primeira vez na história, Libertadores terá os quatro grandes clubes de SP

Exceção ao Colo Colo, que ainda não tem sua vaga confirmada para 2020, todos os times que eliminaram o  Corinthians têm sua vaga assegurada na próxima edição do torneio. 

O clube do Parque São Jorge vai para sua 15ª participação na Libertadores. Até a conquista do título, em 2012, o Corinthians passou por poucas e boas no torneio continental. 

Agora, reforçado com a chegada de Tiago Nunes e certamente com a vinda de reforços de peso para o ano que vem, o Timão vai atrás de sua segunda taça continental. Em sua jornada, o alvinegro pode ter fantasmas de seu passado pela frente. Vem vingança por aí?

Internacional - 1977

Os Colorados não são, de fato, algozes do Corinthians. Entretanto, na primeira participação do alvinegro na Copa Libertadores, em 1977 (ano que ficou marcado pela conquista do Paulistão que tirou o clube de um jejum de 23 anos sem títulos), o Timão parou na fase de grupos. O Internacional foi o líder da chave, deixando também pelo caminho os equatorianos El Nacional e Deportivo Cuenca. 

Em 2020, o Internacional também disputará a pré-Libertadores. No entanto, como não é possível um encontro entre alvinegros e colorados por serem da mesma confederação e não há a possibilidade caírem no mesmo grupo caso avancem, um possível reencontro aconteceria apenas na fase mata-mata, a partir das oitavas de final. 

Boca Juniors-ARG - 1991 e 2013

Corinthians x Boca de 2015 arrow-options
Arquivo
Corinthians x Boca de 2013

Antes de ser derrotado pelo Corinthians na final de 2012, o Boca Juniors havia despachado o Timão, em 1991, nas oitavas de final daquela edição. A queda do alvinegro ficou marcada pelas falhas do zagueiro Guinei nos dois jogos contra os argentinos. 

Em 2013, o time de Buenos Aires voltou a eliminar o Corinthians na mesma fase. Desta vez, no entanto, com seguidos erros de arbitragem no jogo de volta, realizado no Pacaembu. Até hoje, os corintianos reclamam muito da atuação do paraguaio Carlos Amarilla. 

Em 2020, o Boca está garantido na fase de grupos. Sendo assim, há a possibilidade reencontro nesta fase, caso o Corinthians avance, e também nos duelos de mata-mata caso ambos garantam suas respectivas classificações. 

Grêmio - 1996

Semifinalista nas últimas três edições da Copa Libertadores, o Grêmio foi responsável pela eliminação do Corinthians em 1996, nas quartas de final. Os gaúchos venceram no Pacaembu, por 3 a 0, e praticamente selaram a vaga na fase seguinte. O Timão venceu no Sul, por 1 a 0, mas não foi suficiente para evitar mais uma eliminação em sua história. 

Em 2020, o Imortal está garantido na fase de grupos. Sendo assim, há a possibilidade de um reencontro nesta fase, caso o Corinthians avance, e também nos duelos de mata-mata caso ambos garantam suas respectivas classificações. 

Palmeiras - 1999 e 2000

Marcos na semifinal contra o Corinthians em 2000%2C quando pegou o pênalti de Marcelinho Carioca e classificou o Palmeiras na decisão arrow-options
Arquivo iG
Marcos na semifinal contra o Corinthians em 2000, quando pegou o pênalti de Marcelinho Carioca e classificou o Palmeiras na decisão

Não há torcedor de Corinthians ou Palmeiras que não se recorde dos históricos embates de 1999 e 2000. Na década de ouro do Dérbi, o Timão viu seu principal rival o despachar da Libertadores em anos seguidos e, em ambas as oportunidades, nos pênaltis. 

Em 1999, nas quartas de final, Vampeta parou nas mãos de Marcos e Dinei acertou a trave. O Palmeiras ainda acabaria campeão naquele ano para decepção  corintiana.

No ano seguinte, na semifinal, o Corinthians tinha uma equipe considerada mais forte, mas, de novo, levou o confronto para os pênaltis. O ídolo Marcelinho Carioca errou a última cobrança e o time ficou pelo caminho. 

Em 2020, o alviverde está garantido na fase de grupos. Sendo assim, há a possibilidade de um reencontro nesta fase, caso o Corinthians avance, e também nos duelos de mata-mata caso ambos garantam suas respectivas classificações. 

River Plate-ARG - 2003 e 2006

Corinthians x River Plate em 2006 arrow-options
Arquivo iG
Corinthians x River Plate em 2006

Mais uma vez em sua história, o Corinthians caiu para uma equipe argentina. Nas oitavas de final, de 2003, o Timão perdeu os dois jogos, por 2 a 1, e foi despachado pelos hermanos. 

Em seu retorno ao torneio continental, em 2006, nem mesmo o elenco galático de Carlitos Tevez e companhia conseguiu evitar outra frustração. Derrota na Argentina, por 3 a 2, e revés no Pacaembu, por 3 a 1, em um jogo que foi encerrado antes do tempo regulamentar por conta da pancadaria generalizada nas arquibancadas do Pacaembu. 

Em 2020, o River Plate também disputará a fase preliminar da Copa Libertadores. Sendo assim, é possível que haja um clássico entre brasileiros e argentinos antes mesmo da fase de grupos. 

Flamengo - 2010

Gol de Vagner Love eliminou o Corinthians em 2010 arrow-options
Reprodução
Gol de Vagner Love eliminou o Corinthians em 2010

A expectativa para o ano do centenário do Corinthians era gigante. Afinal, a equipe era competitiva e tinha os craques Ronaldo e Roberto Carlos em seu elenco. Mesmo assim, parou, de novo, nas oitavas de final.

Depois de uma derrota para o Flamengo no Maracanã, por 1 a 0, o Timão abriu 2 a 0 no Pacaembu, no jogo de volta, e estava com a classificação bem encaminhada até brilhar a estrela do hoje corintiano Vagner Love, que marcou para os cariocas e selou mais uma eliminação alvinegra. 

Atual campeão brasileiro e da Libertadores, o Flamengo está na fase grupos do torneio continental em 2020. Sendo assim, há a possibilidade de um reencontro nesta fase, caso o Corinthians avance, e também nos duelos de mata-mata caso ambos garantam suas respectivas classificações. 

Tolima-COL - 2011

Outra traumática eliminação do Corinthians em sua trajetória na Copa Libertadores aconteceu para o Tolima, em 2011, na fase preliminar da competição. Em casa, o time de Tite e Ronaldo empatou em 0 a 0. Na Colômbia, o alvinegro tomou dois gols e deu adeus ao seu principal objetivo naquela temporada com apenas duas partidas jogadas. 

Foi o último jogo de Ronaldo com a camisa do Corinthians.

Em 2020, o time da cidade de Ibagué também disputará a Pré-Libertadores. Sendo assim, é possível que haja um reencontro antes da fase de grupos. 

Guaraní-PAR - 2015 

Danilo para na marcação do Guarani em Itaquera arrow-options
Reprodução/Facebook
Danilo para na marcação do Guarani em Itaquera

O Corinthians começou a temporada 2015 destruindo seus adversários. Era apontado como um dos favoritos ao título continental, mas parou diante do modesto Guaraní, do Paraguai, nas oitavas de final.

Em Assunção, o goleiro Cássio falhou e o Timão perdeu por 2 a 0. Em casa, no primeiro ano em que disputou a Libertadores em sua arena, o alvinegro entrou pressionado e perdeu, por 1 a 0, colecionando mais uma frustração. 

Em 2020, os paraguaios também disputarão a Pré-Libertadores. Junto com o Tolima, o Guaraní é candidato a ser adversário do Corinthians nos confrontos eliminatórios, antes da fase de grupos. 

Nacional-URU - 2016

Nacional-URU tirou o Corinthians em 2016 arrow-options
Divulgação/Site Nacional
Nacional-URU tirou o Corinthians em 2016

Na temporada 2016, o Corinthians entrou na Libertadores sem alguns dos principais jogadores que conquistaram o Brasileirão do ano anterior. Nas oitavas de final, o Timão encarou os uruguaios do Nacional. Em Montevidéu, empate sem gols. Na volta, em Itaquera, o Corinthians até que jogou bem, mas teve um pênalti desperdiçado no fim da partida e o empate, em 2 a 2, eliminou o alvinegro. 

O time da capital uruguaia está garantido em 2020, mas ainda sem posição definida devido ao regulamento do campeonato nacional no país vizinho. 

Colo Colo-CHI - 2018 

Em 2018, o algoz foi o Colo Colo arrow-options
Divulgação
Em 2018, o algoz foi o Colo Colo

Último carrasco do Corinthians na história da Libertadores, o Colo Colo vive um impasse para 2020. Por conta das manifestações no Chile, a federação local encerrou o campeonato com seis rodadas antes do fim. Sendo assim, o time estaria classificado para a fase de grupos, já que estava na vice-liderança na tabela.

O caso, no entanto, corre na Justiça e a Conmebol não confirmou a presença do Índio para o ano que vem. 

Em 2018, o time de Jorge Valdívia venceu em Santiago, por 1 a 0, e apesar da derrota para o Corinthians , por 2 a 1, em Itaquera, garantiu sua vaga nas quartas de final daquela edição.