Tamanho do texto

Camisa 10 do Barcelona minimizou o fato de nunca ter conseguido levantar o troféu mais desejado no mundo: "Fui muito maior do que podia imaginar"

Lance

Messi arrow-options
Divulgação/Fifa
"Adoraria ser campeão, mas não mudaria nada", afirmou o craque argentino

Quando o assunto é Copa do Mundo, de fato, não existe um jogador que não a deseje conquistar, ao menos uma vez, em sua carreira. E com Messi, o pensamento não é diferente.

Leia também: Corinthians e Santos criam chances no fim, mas empatam sem gols

No entanto, segundo o craque do Barça, apesar de não ter contabilizado esse troféu em sua trajetória no esporte até então, o fato não parece o deixar descontente. O argentino, por sua vez, deixou claro que adoraria ser campeão da competição realizada pela FIFA, mas frisou que não mudaria nada do que fez em sua carreira para conquistá-la.

“Eu adoraria ser campeão do mundo, mas acredito que não mudaria nada do que fiz na minha carreira para ganhar [a Copa]”, declarou o jogador em entrevista ao TyC Sports.

Questionado por ter chegado perto do título em 2014, quando a Argentina perdeu a final para os alemães por 1 a 0, na prorrogação, além das duas Copas América, nas edições de 2015 e 2016, quando também foi vice-campeão, Messi preferiu exaltar seus outros feitos como jogador.

“Quando comecei, não sonhava tudo que vivi depois. Fui muito maior do que podia imaginar”, finalizou.

Leia também: Douglas Lima vence revanche contra Rory MacDonald, reconquista cinturão do Bellator e fatura prêmio de R$ 4 milhões