Tamanho do texto

Governador do Rio de Janeiro quer se encontrar pessoalmente com o português Jorge Jesus para convencê-lo a ficar no Rio de estado

Witzel com a camisa do Flamengo arrow-options
Reprodução
Witzel com a camisa do Flamengo

O governador Wilson Witzel, que com frequência vai aos jogos do Flamengo no Maracanã, ficou incomodado ao saber que o técnico do time, Jorge Jesus, cogita deixar o Rio de Janeiro após o fim do ano por temer a violência. Witzel pretende conversar pessoalmente com o português, que vive boa fase no comando do Rubro-Negro, para tentar convencê-lo a ficar no estado.

Leia também: Jorge Jesus recebeu proposta do Chelsea, mas preferiu o Flamengo

"Vou falar pessoalmente com o Jorge Jesus . Mostrar ao querido técnico que não há necessidade de ir embora. Muitos brasileiros estão voltando para o Rio de Janeiro . Os índices estão sendo sensivelmente reduzidos. Ele terá paz para fazer o melhor pelo Flamengo", disse Witzel ao GLOBO.

Confiante de que tranquilizará o técnico do Rubro-Negro e o convencerá a ficar no Rio. O governador tem usado suas redes sociais para divulgar a redução no número de homicídios no estado, embora a quantidade de mortos em confronto com a polícia tenha atingido o nível mais alto desde o início da série histórica .

Jorge Jesus arrow-options
Reprodução
Jorge Jesus estaria assustado com a violência do Rio de Janeiro

A intenção de Jesus de deixar o Rio foi divulgada pelo jornalista português Rui Santos, da SIC Notícias . No programa, o comentarista afirmou que Jesus não renovará seu contrato com o Flamengo .

"Ele não vai continuar no Flamengo no próximo ano. Vai passar o Natal em Portugal e creio que não voltará ao Flamengo. As coisas estão correndo bem no Rio de Janeiro. O futebol brasileiro é apaixonante, mas ao mesmo tempo muito complicado. Há a questão da segurança/ insegurança no Rio de Janeiro. E, portanto, em termos de avaliação, Jorge Jesus terá uma estada curta pelo Flamengo. Há conversas para renovar, mas não vai renovar", concluiu Rui Santos.

Leia também: Da várzea a herói do Flamengo: em 7 anos, Bruno Henrique cumpre profecia do avô

Procurado pela imprensa brasileira, Jorge Jesus  preferiu não comentar a declaração do jornalista português. O técnico tem contrato com o Flamengo até junho de 2020, mas a diretoria do clube e Jesus combinaram de, em dezembro, conversar para definir se ambos estarão com vontade de dar seguimento à comunhão.