Tamanho do texto

O dirigente brasileiro do PSG disse que os contatos do Barcelona foram superficiais e confirmou que Neymar deverá ser punido

Neymar
Getty Images
Leonardo afirmou que o Barcelona fez contatos "superficiais" para contratar Neymar.

A transferência de Neymar ganhou um novo capítulo nesta segunda-feira, quando o jogador não se reapresentou ao PSG. Em entrevista ao Le Parisien, Leonardo, que é dirigente do clube, confirmou que o jogador deverá ser punido e que o Barcelona fez contato para contratar o brasileiro.

Leia também: Neymar não se apresenta ao PSG e viaja para acelerar negociação com o Barcelona

Em relação a situação desta segunda-feira, Leonardo endossou que Neymar será punido como qualquer outro funcionário que não cumprisse o que foi combinado. "Hoje ele não apareceu na reapresentação. Ele deveria ter chegado, mas não chegou. Mas ele sabia que deveria estar aqui. Nós vamos estudar as medidas que podem ser tomadas como faríamos com qualquer empregado", afirmou o dirigente.

Ainda segundo o brasileiro, Neymar disse que não se reapresentou por compromissos com seus patrocinadores. "Ele marcou compromissos com seu instituto e patrocinadores. Mas essas não foram datas combinadas com o clube", completou Leonardo .

Neymar
AS.com / Reprodução
Apesar das especulações, o futuro de Neymar ainda está em aberto.

Já em relação ao interesse do Barcelona , Leonardo disse que os contatos, até o momento, foram superficiais. "Nós não recebemos nenhuma proposta. Mas nós tivemos, é verdade, contatos muito superficiais", disse o brasileiro que também afirmou que o clube está disposto a negociar.

Leia também: "Neymar quer sair do PSG, mas o PSG não quer negociar", diz presidente do Barça

Por fim, ainda falando sobre Neymar , Leonardo foi polêmico e disse que o PSG deseja confiar nos jogadores e que não precisa de atletas ficando no clube como favor. "O PSG quer confiar em jogadores que desejam ficar e construir algo grande. Nós não precisamos de jogadores que acreditam estar fazendo um favor ficando no clube". 

    Leia tudo sobre: Futebol