Tamanho do texto

China e Noruega também garantiram a classificação para a próxima fase do mundial

Lance

Seleção Alemã
Reprodução/Twitter
Alemanha goleia enquanto França e Espanha empatam: o resumo do dia da Copa do Mundo Feminina.

Esta segunda-feira (17) foi dia de decisão na Copa do Mundo Feminina. Quatro partidas agitaram o dia e definiram algumas das classificadas para as oitavas de final. O grande destaque ficou por conta da goleada da Alemanha. França e Espanha empataram seus jogos e conseguiram a classificação. 

Leia também: Santos firma parceria com a Federação Paulista em prol do futebol feminino

ALEMANHA X ÁFRICA DO SUL

A Alemanha não deu chances para a África do Sul e conseguiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo feminina. A partida terminou em 4 a 0, com gols de Leupolz, Dabritz, Popp e Magull. As alemãs não deram chances e mostraram que são uma das favoritas ao título da competição, com uma campanha irretocável, com três vitórias em três jogos.

As alemãs souberam aproveitar as fragilidades defensivas da África do Sul no primeiro tempo e não demorou a abrir o placar. Leupolz recebeu bom cruzamento de Schweers e cabeceou com firmeza para fazer o primeiro gol das alemãs. 15 minutos depois, Dabritz aproveitou a falha da goleira Dlamini, que não conseguiu cortar cruzamento e empurrou para o gol vazio para ampliar o marcador.

A Alemanha ampliou a partida ainda no início do segundo tempo. Novamente, a jogadas aéreas foram efetivas. A defesa da África do Sul demonstrou muita dificuldade com as bolas alçadas na área. Hegering mergulhou de cabeça e a goleira africana conseguiu a defesa parcial. No rebote, Magull só empurrou para marcar o quarto.


ESPANHA X CHINA

China e Espanha empataram, nesta segunda-feira, em 0 a 0, mas garantiram a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo feminina. As espanholas se classificaram em segundo, enquanto as chinesas em terceiro. A seleção espanhola fez uma partida superior, com bom controle da posse de bola. A goleira Shimeng foi um dos destaques do jogo, com boas defesas.

A Espanha conseguiu impor o seu estilo de jogo durante todo o primeiro tempo. Com uma tática baseada no toque de bola, as espanholas dominaram os espaços e trabalharam bem a bola no campo de ataque, com boas inversões de jogo e um bom desempenho da atacante Hermoso. O gol, porém não saiu na primeira etapa.

Na segunda etapa, a Espanha permaneceu com o estilo de jogo de posse de bola, mas com a mesma dificuldade de concretizar as chances criadas em gol. Falcon e Putellas entraram na partida para tentar renovar o setor. A melhor chance, porém, foi com Patri, em belo chute de fora da área.

Leia também: 13 x 0: Bar em Miami distribuiu doses grátis a cada gol dos EUA na Copa feminina

CORÉIA DO SUL X NORUEGA

Foi com requintes de sofrimento, mas a Noruega garantiu classificação para as oitavas de finais da Copa do Mundo Feminina . Com dois gols de pênalti, as norueguesas venceram as sul-coreanas por 2 a 1 e avançaram na competição.

Logo aos quatro minutos de partida, a Noruega ganhou um presente da Coreia do Sul. Após cobrança de escanteio, a árbitra viu empurrão dentro da área e marcou pênalti para a Noruega. Na cobrança, Hansen converteu.  Até o final do primeiro tempo, a Noruega recuou e viu a Coreia do Sul criar as melhores chances de marcar e ficar muito próxima do empate em várias oportunidades, mas a goleira Hjelmseth se destacou com boas defesas.

No segundo tempo, novamente a Noruega teve um pênalti a seu favor nos primeiros minutos quando Hansen invadiu a área e foi derrubada por Kang. Dessa vez foi a vez de Herlovsen cobrar e marcar para a equipe norueguesa. Nos minutos finais, Yeo Min-Ji conseguiu até descontar para a Coreia do Sul, mas não foi o suficiente para empatar a partida.

NIGÉRIA X FRANÇA


Já com a classificação nas mãos pelas duas vitórias em dois jogos, a França não precisou tanto pressionar a Nigéria na primeira etapa. Em poucas chegadas no setor ofensivo, as francesas não levaram muito perigo ao gol defendido por Nnadozie.

Na etapa final, a França voltou mais disposta a buscar o gol e deixou a Nigéria praticamente encurralada no seu campo defesa. Thiney, na marca do pênalti, desperdiçou boa chance, e logo depois perdeu mais uma oportunidade de abrir o placar com uma finalização torta.

Mas para a sorte da França, em uma disputa entre Asseyi e Ebere dentro da área, a árbitra consultou o VAR e marcou pênalti para as francesas. Na cobrança, Rennard cobrou rasteiro, carimbou a trave e viu a bola sair. No entanto, novamente o VAR entrou em ação e mandou voltar por conta da goleira ter se adiantado. Na segunda chance, Rennard bateu com categoria e marcou o gol solitário da terceira vitória francesa Copa do Mundo Feminina.