Tamanho do texto

Gabigol marcou para o Flamengo na etapa inicial, Marcelo Cirino virou com dois gols, mas Bruno Henrique e Rodrigo Caio definiram o triunfo carioca

Gabigol fez o primeiro do Flamengo diante do Athletico-PR
MAGALHÃES JR / PHOTOPRESS / Agência O Globo
Gabigol fez o primeiro do Flamengo diante do Athletico-PR

Foi sofido e na raça, mas o Flamengo voltou a vencer pelo Brasileirão . Os cariocas saíram na frente, sofreram a virada, mas buscaram a vitória sobre a equipe alternativa do Athletico-PR . No fim, 3 a 2 para o Flamengo em um Maracanã bastante cheio.

Leia também: Polícia cita jogo do Corinthians na investigação de fraudes do ex-jogador Roni

O resultado alivia um pouco a situação do técnico Abel Braga, que estava bem tensa no Flamengo . O comandante foi muito vaiado durante quase todo o segundo tempo, principalmente depois que o Furacão empatou.

A equipe paranaense foi o para o Rio de Janeiro com apenas três titulares, poupando o time para a decisão da Recopa Sul-Americana, contra o River Plate, da Argentina.

Ciente de que o triunfo era fundamental para não ver o Palmeiras se distanciar cada vez mais na liderança, o Flamengo começou o jogo com o pé no acelerador. Bruno Henrique e Gabriel Barbosa tiveram pelo menos duas boas oportunidades para abrir o marcador, mas o goleiro Santos estava inspirado. O Athletico, por sua vez, mesmo com um time misto, também deu trabalho a Diego Alves.

Aos 31 minutos, depois que Gabriel Barbosa foi derrubado na área pelo camisa 1 paranaense, o VAR (árbitro de vídeo) entrou em ação pela primeira vez. Na cobrança, o camisa 9 marcou e acabou com o jejum de quatro partidas.

Flamengo e Athletico-PR fizeram jogo bem movimentado no Maracanã
Rudy Trindade / FramePhoto / Agência O Globo
Flamengo e Athletico-PR fizeram jogo bem movimentado no Maracanã

Organizado e perigoso nas saídas rápidas, o Athletico melhorou muito na etapa final. Aos 18, após boa jogada pela direita, Marcelo Cirino, sozinho na pequena área, empatou.

Quase na sequência, aos 24, o VAR tornou a aparecer. Pênalti para o Furacão, de Bruno Henrique sobre Madson, que Cirino bateu muito mal no meio, mas Diego Alves aceitou. Irritada, a torcida pegou no pé do apoiador Diego e, claro, de Abel Braga.

Leia também: Neymar vai ficar no PSG na próxima temporada, revela TV francesa

Quando tudo parecia perdido, o Flamengo foi buscar a virada depois dos 40 minutos. Bruno Henrique deixou tudo igual, após cruzamento da direita de Everton Ribeiro. Já nos acréscimos, aos 50 minuitos, Vitinho cruzou e Rodrigo Caio marcou de cabeça, dando a virada para o clube carioca.

FICHA TÉCNICA 
FLAMENGO 3 x 2 ATHLETICO-PR 

Data/Hora : 26/05/2019, às 16h (de Brasília) 
Local : Maracanã, Rio de Janeiro (RJ) 
Gramado : Bom 
Público/Renda  :49.124 pagantes e 52.667 presentes/ R$ 1.571.771,50 
Árbitro : Daniel Nobre Bins (RS) 
Auxiliares : Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS) 
VAR : Leandro Pedro Vuaden (RS) 
Cartões amarelos : Diego, Bruno Henrique, Pará (FLA); Santos, Wellington (ATL) 

Gols : Gabigol (31’/ºT, 1-0), Marcelo Cirino (18’/2ºT, 1-1 e 25’/2ºT, 1-2), Bruno Henrique (44’/2ºT, 2-2) e Rodrigo Caio (50’/2ºT, 3-2) 

FLAMENGO  : Diego Alves; Pará (Rodinei, 35’/2ºT), Thuler, Rodrigo Caio e Renê; Piris da Motta (Vitinho, 28’/2ºT) Willian Arão e Diego; Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol (Lincoln, 39’/2º)  Técnico : Abel Braga 

ATHLETICO-PR : Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Erick e Matheus Rossetto (Bruno Guimarães, 36’/2ºT); Marcelo Cirino, Thonny Anderson (Tomás Andrade, 13’/2ºT) e Braian Romero (Paulo André, 41’/2ºT).  Técnico : Tiago Nunes

    Leia tudo sobre: Futebol