Tamanho do texto

O ídolo argentino foi preso ao desembarcar na Argentina na última terça. A razão da prisão foi um processo movido por sua ex-esposa

Maradona
Reprodução
Maradona foi preso ao desembarcar na Argentina na última terça-feira.

Maior ídolo do futebol argentino, Diego Maradona viveu um dia atípico na última terça-feira (22). Isso porque, ao desembarcar na Argentina, o treinador foi preso. A causa da prisão foi um processo judicial movido contra o craque por sua ex-mulher, Rocío Oliva. Minutos depois do ocorrido, Maradona foi liberado.

Após a separação,  Maradona e sua ex-mulher estão envolvidos em um processo judicial. A ex-futebolista  Rocío Oliva  quer metade de todos os rendimentos obtidos pelo craque durante os seis anos de união. Além disso, ela pede uma compensação financeira por ter encerrado sua carreira para acompanhar o treiandor.

Maradona e Rocío Oliva
Reprodução
Processo movido por ex-mulher fez Maradona ser preso ao desembarcar na Argentina.

O treinador estava acompanhado de seu agente e advogado Matías Morla e foi dispensado minutos depois da ocorrência. Logo depois de ser liberado, Maradona usou seu Instagram para mostrar apoio ao político Alberto Fernández, pré-candidato à presidência da  Argentina . O post (que pode ser visto abaixo) teve seus comentários bloqueados para evitar perguntas sobre a prisão .

"Já em Buenos Aires, a caminho de casa, com meu amigo Matías Morla. Muito feliz com a notícia de que Alberto Fernández será o nosso novo presidente, graças à GRAN Cristina. Saudações a todos!", afirmou Maradona no post.

O término do casal não é recente, mas parece estar longe de se resolver de uma forma pacífica. Depois da separação, surgiram rumores de que Maradona estaria com depressão em decorrência da situação. 

Leia também: Agente de Maradona diz que estrela passará por cirurgia

Após o ocorrido, Maradona deverá passar por  uma cirurgia no ombro esquerdo. Após se recuperar, o treinador voltará ao Dorados de Sinaloa, time que comanda no México. O processo envolvendo sua ex-mulher continua seguindo na justiça argentina. 


    Leia tudo sobre: Futebol