Tamanho do texto

Treinador disse, em 2010, que o Brasil estava criando um monstro após ato desrespeitoso de Neymar; hoje, atacante está envolvido em polêmica

Neymar preocupado arrow-options
Twitter / Reprodução
Neymar no PSG

Em 2010, qundo era treinador do Atlético-GO, Renê Simões deu fortes declarações sobre o atacante Neymar, que, naquela ocasião, defendia as cores do Santos . O jogador descumpriu ordens de Dorival Junior na partida e Renê soltou o verbo.

"Poucas vezes vi alguém tão mal-educado desportivamente. Sempre trabalhei com jovens e nunca vi nada assim. Está na hora de alguém educar esse rapaz, ou vamos criar um monstro. Estamos criando um monstro no futebol brasileiro", disse o treinador sobre Neymar .

Nove anos depois, o atacante se envolveu em polêmica na França ao  acertar um soco na cara de um torcedor do Rennes depois da derrota do PSG na fina da Copa da França.

Por conta disso, as palavras de Renê Simões vieram à tona novamente e ele falou sobre isso.

"Toda vez que acontece alguma coisa com o Neymar, eu recebo muitas chamadas da mídia do mundo todo. Esses dias recebi da França e eles perguntaram se eu estava feliz pelo que o Neymar havia feito, porque minhas palavras foram proféticas", disse Renê em seu perfil no Linkedin.

Renê Simões com o microfone na mão arrow-options
Paulo Campos/Agif/Gazeta Press
René Simões

"Eu absolutamente não estou feliz. Quero que ele tenha performances maravilhosas e leve o Brasil a ser campeão do mundo. O que eu lamento profundamente são as declarações de que deu um soco porque não tem sangue de barata, e é isso que estamos passando para nossos adolescentes: eu não tenho sangue de barata, eu tenho que reagir segundo a minha conveniência, não segundo minha convivência", continuou.

"Conveniência eu faço aquilo que me aborrece e reajo como eu quero. Convivência, eu sei que não posso reagir da forma como eu quero em determinadas situações. Espero que ele pense muito, que coloque a cabeça no lugar e que jogue só futebol. E jogando só futebol, é bonito ver. Lembre-se, jogue com fairplay", finalizou.

Renê Simões também falou sobre o assunto em entrevista à Rádio Gaúcha.

"Eu gostaria que todos se voltassem contra mim e eu estivesse totalmente errado. Ao estar totalmente errado, isso quer dizer que ele estaria com um desempenho fantástico, jogando muito bem pela seleção brasileira e, talvez, hoje fôssemos campeões mundiais. Isso seria excepcional para quem vive do futebol", disse.

Leia também: Neymar avisou Marcelo que deseja jogar pelo Real Madrid, diz TV

O treindor, que atualmente está sem clube, ainda afirmou que Tite tem um problema para resolver em suas mãos e relembrou o caso de Douglas Costa, que não foi convocado para amistosos também por caso de indisciplina, quando cuspiu num adversário.

"O Tite está com um grave problema nas mãos dele. O Douglas Costa não foi convocado porque cuspiu. E isso foi ponto decisivo, se não foi ponto principal, mas foi um dos pontos decisivos, segundo entrevistas dele. Então, ele tem um problema sério nas mãos com Neymar . Qual mensagem vai passar agora?", questionou.

    Leia tudo sobre: Futebol