Tamanho do texto

Viciado em drogas e álcool, Valdiram teve a chance de recomeçar no futebol no ano passado, mas não conseguiu

Valdiram jogando a bola com as mãos
Arquivo iG Esporte
Valdiram se destacou pelo Vasco

O ex-atacante Valdiram, morto no último feriado em São Paulo , será enterrado na em Canhotinho, no interior pernambucano. É na cidade natal do ex-jogador do Vasco que vive seu pai, Vagner, bem como os filhos Valdiram Junior e Letícia, assim como a mãe deles.

A morte brutal de Valdiram na Sexta-feira da Paixão sintetiza a Via Crucis que foram seus últimos meses de vida. Após deixar a clínica de reabilitação em junho do ano passado, o artilheiro da Copa do Brasil de 2006 pelo clube cruzmaltino ganhou uma chance no Olaria, gerido por Jader Moreira, empresário do ex-jogador em boa parte de sua carreira.

Mas o recomeço no futebol não durou mais do que uma semana. Internado por quatro meses para tratar de dependência química (ele também era viciado em álcool e sexo), o ex-atacante teve uma recaída.

Reconhecendo a impotência diante do vício, deixou o clube do surbúrbio do Rio rumo a São Paulo, onde vive sua irmã Rafaela.

Leia também: Após derrota para o Flamengo, Alberto Valentim é demitido do Vasco

Na capital paulista não houve recomeço. Valdiram logo deixou a casa da irmã, passou a viver nas ruas e frequentar a região da Cracolândia . Integrante do grupo que se mobilizou para ajudar o ex-jogador quando ele foi encontrado nas ruas, em fevereiro de 2018, Júnior Tomé manteve contato com ele neste período.

"Ele me telefonava as vezes. Até consegui uma clínica em São Paulo para interná-lo novamente. Mas ele recusou. Só pedia desculpas por ter recaído", disse.

Valdiram em fevereiro de 2018 fazendo sinal de positibo
Reprodução / Rafael Oliveira / O Globo
Valdiram em fevereiro de 2018, quando foi encontrado morando na rua

De acordo com a Secretaria de Segurança de São Paulo, Valdiram foi encontrado às 5h da manhã de sexta-feira, já morto, com diversos hematomas. Foi atacado a pauladas, sendo que três suspeitos foram detido.

Os motivos do ataque ainda são desconhecidos e o caso é investigado pelo Departamento de Homicídios.

O reconhecimento foi feito por moradores de rua que conheciam  o ex-jogador . O traslado do corpo para Canhotinho aconteceu na madrugada desta segunda-feira, e quem custeou a viagem e o enterro foi Jader Moreira.

O Vasco , onde Valdiram viveu seus melhores momentos em campo, prestou um minuto de silêncio, neste domingo, antes da final do Estadual contra o Flamengo.

    Leia tudo sobre: Futebol