Tamanho do texto

À frente do clube espanhol desde o ano passado, Joaquín Caparrós agradece jogadores e diz que continuará no comando.

Joaquin Caparrós
Divulgação
"A leucemia não me impede de seguir na profissão", diz técnico do Sevilla sobre doença diagnosticada há semanas

Após a vitória do Sevilla neste domingo (7) por 2 a 0 diante do Real Valladolid, pelo Campeonato Espanhol, o técnico do time rojiblanco, Joaquín Caparrós, revelou que sofre de leucemia crônica.

Leia mais: São Paulo bate Palmeiras nos pênaltis e está na final do Paulistão

Apesar de confirmar a doença, o comandante do Sevilla de 63 anos declarou que irá continuar no cargo, alegando que a leucemia não irá afetar o seu trabalho no Sevilla.

Leia mais: Flamengo quer compor gestão definitiva do Maracanã

"Tenho uma leucemia crônica que não me impede de exercer a minha profissão. Estou seguindo minha vida normal e tenho que agradecer todos os jogadores", disse Caparrós .

Ainda segundo o jornal "Marca", a doença foi diagnosticada semanas atrás, no entanto, o Sevilla optou por não revelar publicamente o caso, esperando pela declaração do próprio treinador.

Caparrós ainda afirmou que não tem "nenhum tipo de tratamento" e pretende "desfrutar" o trabalho na frente do Sevilla. O espanhol ainda disse que não irá voltar a falar sobre o assunto e pediu "calma" para todos. Pelo Twitter, o Barcelona manifestou apoio ao treinador do time rival.

O Sevilla é o quinto colocado do Campeonato Espanhol, com 49 pontos, um atrás do Getafe, que abre a zona de classificação para a Liga dos Campeões. Na prxima rodada, o time rojiblanco irá encarar o Real Betis, no tradicional "Derby da Andaluzia".

*Com informações da Ansa