Tamanho do texto

Voltando de lesão, Michel marca de cabeça e dá a vitória ao Tricolor fora de casa; jogo que define o finalista será na próxima semana, em Porto Alegre

Voltando de lesão, Michel foi o autor do gol que deu vantagem ao Grêmio na semifinal da Libertadores
Divulgação
Voltando de lesão, Michel foi o autor do gol que deu vantagem ao Grêmio na semifinal da Libertadores

O Grêmio segue firme na busca do tetracampeonato da América. Nesta quarta-feira (23), o Tricolor venceu o River Plate por 1x0 em pleno Monumental de Núñez pela partida de ida da semifinal da Libertadores. O gol da vitória foi marcado por Michel.

Leia também: Juventus vence Manchester em volta de Cristiano Ronaldo ao Old Trafford

Com o resultado da partida em Buenos Aires, o Grêmio joga por um empate na partida de volta da semifinal da Libertadores.  A partida será disputada em Porto Alegre, na próxima terça-feira (30).

Com um time mais conservador do que de costume e com os desfalques e Everton e Luan, seus jogadores mais criativos, Renato Gaúcho apresentou um time bem posicionado na defesa e atento para as movimentações ofensivas do adversário. O River , por sua vez, também mostrava muito respeito pelo atual campeão da América, atacando com bastante cautela.

Após se defender com muita competência nos primeiros minutos, o Grêmio assustou pela primeira vez aos 19 minutos, quando Geromel subiu dentro da grande área após cobrança de escanteio e conseguiu raspar na bola de cabeça. Armani, atento, ficou com ela.

Leia também: Paulistão 2019 terá VAR a partir das quartas de final; confira os grupos

Cinco minutos depois, o Tricolor chegou com Cícero, que soltou a bomba da fora da área e obrigou o goleiro argentino a fazer boa defesa e espalmar para escanteio. Os argentinos responderam na mesma moeda, e desta vez foi Marcelo Grohe que espalmou chute forte de Palacios.

Na última boa chance da primeira etapa, o goleiro gremista voltou a aparecer ao espalmar para frente chute de Pity Martínez. No rebote, Geromel foi rápido e conseguiu jogar a bola para escanteio antes da chegada de Scocco.

Logo no início da segunda etapa, a equipe da casa chegou perto do gol com o zagueiro Maidana, que testou firme, por cima do gol, após cobrança de escanteio. 

Aos 16 minutos, a paciência do Grêmio foi recompensada: Alisson cobrou escanteio na cabeça de Michel e o camisa 5 testou firme para vencer Armani e abrir o placar para o campeão da América. O volante acaba de voltar de um período de quase seis meses longe dos gramados. Primeiro, uma lesão muscular na coxa afastou o jogador, que ainda sofreu um entorse no tornozelo no final da recuperação.

Após sofrer o gol, o técnico Marcelo Gallardo promoveu as entradas dos experientes Lucas Pratto e Enzo Pérez, no entanto, a equipe argentina não dava sinais de reação. Aos 33, o Grêmio por pouco não aumentou sua vantagem, após chute de Leonardo da entrada da área que passou raspando a meta de Armani.

Inteligente e maduro, o Grêmio passou a deixar espaço para a equipe argentina dentro de seu próprio campo, fazendo marcação mais dura no quadrante defensivo. Assim como na Libertadores do ano passado, Kannemann e Geromel eram absolutamente perfeitos tanto na marcação quanto nas bolas aéreas.

Leia também: 'Volante artilheiro', Bruno Henrique pede foco ao Palmeiras diante do Boca

Com os garotos Thonny Anderson e Thaciano nas vagas de Jael e Ramiro, Renato Gaúcho deu mais velocidade para as saídas do Tricolor. O River parecia exausto nos últimos minutos e não conseguiu pressionar a equipe brasileira. A chance derradeira veio aos 48, quando Quintero cobrou falta de muito longe direto para o gol, mas Marcelo Groge espalmou e garantiu a vantagem gremista para o jogo de volta.

Nesta quinta-feira (24), também em Buenos Aires, o Palmeiras enfrenta o Boca Juniors pela outra semifinal da Libertadores.  O vencedor deste duelo pega o vitorioso do jogo entre Grêmio e River Plate

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.