Tamanho do texto

Treinador disse que a forma como seu time foi derrotado "dói muito", pois as chances para ganhar foram muitas; ele também relatou preocupação com Z4

Inconformado. Assim estava o técnico Cuca após a derrota para o Cruzeiro, por 2 a 1, em Belo Horizonte, neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro . O treinador não teve dúvidas ao afirmar que o alvinegro foi melhor que o adversário durante todo o jogo mas apontou “falta de sorte” nas finalizações.

Leia também: Diego Aguirre elogia Rodrigo Caio após partida improvisado na lateral-direita

Cuca durante a partida entre Santos e Cruzeiro, no Mineirão, pela 26ª rodada do Brasileirão
Ivan Storti/Santos FC
Cuca durante a partida entre Santos e Cruzeiro, no Mineirão, pela 26ª rodada do Brasileirão

“Desde que cheguei aqui nunca criamos tanto, tantas chances reais de gol. Tivemos com o Rodrygo, com o Gabriel, a do Bruno Henrique que até saí comemorando mas ele perdeu sem goleiro. Saímos pelo menos quatro vezes na cara do Fábio. Tanto fomos melhores, que ele (Fábio) foi o melhor em campo", afirmou Cuca .

Leia também: Autor de gol da vitória contra o Sport, Willian Bigode comemora vice-liderança

“Tem um momento da partida que quando você começa a perder muitas chances e também começa a se preocupar que pode levar um gol a qualquer momento. Foi isso que aconteceu. Dói muito esse tipo de derrota. Se tivéssemos ido mal, tudo bem, mas, não, fomos melhores”, seguiu lamentando o treinador de 55 anos.

Os números da partida mostram uma superioridade do Santos e para quem assistiu, isso ficou bem claro. O alvinegro criou o dobro de oportunidades de gol que o Cruzeiro: 13 contra 6. Ficou mais com a bola: 56% contra 44%. Trocou mais passes que a equipe mineira: 471 sendo 432 certos contra 410 do rival sendo 368 corretos.

Leia também: Palmeiras tem mais chances de título que São Paulo e Inter, diz matemático

Preocupação de Cuca

Santos tem o artilheiro do Brasileirão, Gabigol, mas não pode brincar em serviço, como preocupou-se o técnico Cuca
Ivan Storti/Santos FC
Santos tem o artilheiro do Brasileirão, Gabigol, mas não pode brincar em serviço, como preocupou-se o técnico Cuca

“Agora caímos para a décima posição e temos que recomeçar e pensar em uma nova série de invencibilidade porque no meio da tabela você já tem que olhar para baixo também”, finalizou Cuca . O Santos soma 32 pontos e está a cinco pontos da zona do rebaixamento e a dez pontos do sexto colocado. A próxima partida será contra o Vasco, nesta quinta-feira, no Pacaembu, em duelo adiado da quarta rodada.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.