Tamanho do texto

Uruguaio de 33 anos assinou contrato com o clube da Baixada Santista válido por três anos: "É um orgulho para mim. Estou muito feliz de estar aqui"

Recém-contratado pelo Santos , o meio-campista Carlos Sánchez, que jogou a Copa do Mundo com a seleção do Uruguai, foi apresentado oficialmente, nesta terça-feira, na Santos
Business Center, em São Paulo. O jogador, de 33 anos, assinou contrato até 2021 e chega em um momento que o clube procura um novo treinador após a demissão de Jair Ventura .

Carlos Sánchez foi apresentado pelo santos ao lado do presidente José Carlos Peres
Ivan Storti/Santos FC
Carlos Sánchez foi apresentado pelo santos ao lado do presidente José Carlos Peres

"É um orgulho para mim. Estou muito feliz de estar aqui, me sinto muito emocionado. Nunca imaginei vir a uma equipe com muitas vitórias. Quero conseguir coisas importantes e
somar. Estou feliz e quero aproveitar essa oportunidade ajudando a equipe", disse Carlos Sánchez , que foi apresentado sem número ao lado do presidente José Carlos Peres e de Ricardo Gomes.

Este fato acontece após o costarriquenho Bryan Ruiz ter usado a 10 em sua apresentação, número de Gabriel nesta temporada. Sobre esta situação, o uruguaio disse que tem uma
numeração preferida, mas a torcida santista é que irá decidir, em enquete nas redes sociais, entre 7 e 13.

Leia também: Reforço do Santos, Bryan Ruiz é recebido com festa de torcedores em Guarulhos

"Tenho um número que gosto, que é o 7, eu gosto muito. É um número histórico e espero estar à altura deste número. Primeiro quero começar a trabalhar e conhecer meus
companheiros", ponderou.

E o início deste trabalho deve ser em breve, já que o meio-campista garantiu que tem condições de atuar, ao que depende de sua condição física: "Fisicamente, estou bem, com
muita vontade de jogar. A parada me fez bem para arrancar do zero. Eu me encontro bem, não tenho de esperar muito. Estou com vontade de começar e ajudar a equipe", salientou.

Campeão em 2015 com o River, Carlos Sánchez fala sobre a Libertadores

Carlos Sánchez posa com a camisa do Santos
Ivan Storti/Santos FC
Carlos Sánchez posa com a camisa do Santos

Objetivo maior de todas as equipes que a disputam, a Copa Libertadores, vencida por Sánchez em 2015, com o River Plate, também foi tema durante a entrevista. O Santos irá
enfrentar o Independiente, da Argentina, nas oitavas de final.

"Creio que no futebol não há segredos. Quando encara grandes equipes na Libertadores, você precisa dar o melhor de si. O único segredo é ter uma equipe unida. Quero me juntar à
equipe e estar à disposição", analisou.

Leia também: Vitor Bueno curte publicação do Santos que anuncia a demissão de Jair Ventura

Por fim, o uruguaio falou sobre o contrato, considerado longo pela idade que ele tem: "Fico agradecido por esta confiança em mim. Vai ser passo a passo, não vou pensar em
aposentadoria. Sempre se pensa no dia a dia, para somar e chegar da melhor maneira em uma partida. Os anos vão passando e me sinto muito bem em cumprir o contrato", finalizou
Carlos Sánchez .

    Leia tudo sobre: futebol