Tamanho do texto

O Flamengo foi o clube que mais somou novos inscritos no último mês, seguido do Fortaleza, que obteve o maior aumento percentual no período

Com o levantamento do IBOPE deste mês, destaca-se o crescimento das bases das redes sociais  de Flamengo , Fortaleza , São Paulo e Paraná, clubes que mais cresceram no período e que juntos correspondem a mais da metade (52%) do total de novos inscritos nas contas de mídias sociais dos clubes brasileiros em junho.

Leia também: Flamengo é o primeiro clube do país com 20 milhões de seguidores

Diego comemora gol pelo Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo
Diego comemora gol pelo Flamengo

O Flamengo foi o clube que mais somou novos inscritos no último mês. O clube celeste agregou 197 mil inscritos em suas contas oficiais, aumentando a diferença para o vice-líder Corinthians. Atualmente cerca de 230 mil inscritos separam cariocas e paulistas. O time carioca também apresentou o maior volume de crescimento entre todos os clubes no Twitter, no Instagram (responsável por 52% do total) e no YouTube.

A adição de mais de 70 mil inscritos em seu canal oficial de vídeos, levou o Flamengo a atingir mais de 1 milhão de inscritos no YouTube, uma marca inédita entre os clubes analisados.

Leia também: Oitavas da Libertadores terá duelo entre Cruzeiro x Flamengo; veja os confrontos

Flamengo e Fortaleza são os que mais crescem

Fortaleza
Reprodução/Twitter
Fortaleza

O Fortaleza obteve a segunda maior evolução absoluta no período entre todos os clubes brasileiros. O atual líder do "Campeonato Brasileiro - Série B" registrou crescimento de 63,5 mil seguidores, impulsionado, principalmente, pelo Facebook (47,8 mil), o que corresponde a 75% do seu crescimento total. Aliás, o clube liderou o crescimento no Facebook nos últimos 30 dias.

O São Paulo foi o terceiro clube que mais cresceu no combinado das quatro plataformas em junho. Com mais de 53 mil novos inscritos, o tricolor paulista esteve entre os três maiores crescimentos entre Twitter, Instagram e YouTube. Sua conta no Instagram foi a principal responsável pelo crescimento, com 62% de todos os novos inscritos são-paulinos.

Leia também: "Neymar é habilidoso, não ator", diz Lukaku; técnico belga quer marcação forte

Outro destaque é o efeito causado pela Copa do Mundo no ritmo de crescimento das redes sociais dos clubes. Com a paralisação dos jogos da Série A e a atenção voltada ao Mundial, o crescimento dos 10 maiores clubes foi quase 20% inferior nos últimos 3 meses, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Apenas o Flamengo continuou com a sua média de aumento no número de inscritos.

    Leia tudo sobre: Futebol