Tamanho do texto

Jogador de 43 anos de idade não pagou pensão alimentícia ao filho de 9 anos e sumiu depois de receber o mandado de prisão

Marcelinho Paraíba é atleta do Treze, da Paraíba, e sumiu após mandado de prisão
Site oficial
Marcelinho Paraíba é atleta do Treze, da Paraíba, e sumiu após mandado de prisão

Por onde anda Marcelinho Paraíba? Ninguém sabe, ninguém viu. O experiente atacante de 43 anos de idade e que atua no Treze, de Campina Grande, recebeu ordem de prisão por não pagar pensão alimentícia e sumiu.

Leia também: Ex-árbitro e comentarista José Roberto Wright implanta chip no cérebro

Quem confirmou o sumiço de  Marcelinho Paraíba foi o próprio advogado do Treze, Afonso Vilar, que representa o atleta neste processo. O mandado de prisão expedido pelo juiz Cláudio Pinto Lopes, da Vara de Família da cidade paraibana, se tornou público na sexta-feira passada.

"Eu mantive contato com ele na sexta-feira, quando disse que o mandado de prisão estava expedido. Orientei a ele que havia duas formas de resolver: ou pagar o valor ou então se recolher e aguardar uma definição, o que acredito tenha sido a opção dele", comentou Afonso Vilar ao Jornal da Paraíba.

"Eu já protocolei um agravo junto à decisão do juiz porque o nosso entendimento é que a dívida que ele tem é com o parcelamento que ainda não está vencido e por isso eu apresentei esse agravo, que ainda não foi julgado pelo Tribunal de Justiça", finalizou o advogado.

Leia também: São Paulo é o terceiro a marcar 900 gols no BR de pontos corridos; veja top 10

O magistrado tenta impedir a prisão do atleta por conta de atrasos no pagamento de uma pensão alimentícia a um filho de nove anos de idade.

Marcelinho está afastado dos trabalhos do Treze desde a última quarta-feira e não participou da vitória por 5 a 0 contra o Santa Rita de Alagoas, pela Série D do Campeonato Brasileiro, no final de semana passado.

Susto em março

Marcelinho Paraíba no Treze
Twitter/Reprodução
Marcelinho Paraíba no Treze

No mês de março deste ano, o jogador sofreu um princípio de AVC e foi internado às pressas, colocando em dúvida até sua continuidade na carreira de jogador de futebol. Alguns dias depois, porém, Marcelinho recebeu alta e só ficou um mês afastado dos gramados.

Leia também: "Julio Cesar amassou minha Ferrari em samba na casa do Robinho", conta Rafinha

"Apesar de ser uma artéria importante, (o AVC) não pegou no tronco principal. Se tivesse pego, Marcelinho Paraíba teria dificuldade para movimentar, poderia ficar restrito a uma cadeira de rodas, paralisado", afirmou na ocasião o neurologista Luciano Holanda em entrevista à TV Paraíba.

    Leia tudo sobre: Futebol