Tamanho do texto

Palmeiras sai na frente do placar aos 43 minutos do segundo tempo com Keno, mas vacila na defesa e vê Tevez empatar para a equipe argentina



O Palmeiras segue como líder do Grupo 8 da Copa Libertadores da América . O time comandado por Roger Machado empatou com o  Boca Juniors por 1x1 na noite desta quarta-feira, pela terceira rodada da competição. O gol do Verdão foi marcado por Keno, no final do segundo tempo. Tevez empatou para os argentinos logo depois

Leia também: Real sofre com Juve, mas avança com pênalti aos 48; Bayern vai à semi

Em jogo nervoso, Palmeiras abriu o placar no final, mas acabou cedendo o empate
Divulgação
Em jogo nervoso, Palmeiras abriu o placar no final, mas acabou cedendo o empate

Com o resultado, o Palmeiras  chegou aos sete pontos e é o líder isolado do grupo. O Boca é o segundo, com cinco pontos. Alianza Lima, com um ponto e Junior Barranquilla, que não pontuou, completam a tabela.

O jogo

A partida teve um início nervoso e pouco movimentado. As duas equipes brigavam bastante pela posse da bola, mas, com um meio de campo congestionado, ninguém conseguia criar boas chances na partida.

Nervoso, o time do Palmeiras tinha pressa para criar as jogadas e acabava errando e parando na marcação argentina. O Boca, por sua vez, também não fazia jogadas de perigo e deixava a bola nos pés no time da casa na maior parte do tempo. 

Após 45 minutos sem nenhum lance de perigo, o Palmeiras teve uma excelente chance na última jogada da primeira etapa. Dudu ganhou o fundo pela direita e cruzou rasteiro para Lucas Lima que, de dentro da área, tentou bater colocado mas acabou mandando à direita do gol defendido por Rossi.

A segunda etapa começou com um ritmo muito parecido com o do primeiro. Roger Machado precisou de pouco mais de dez minutos para fazer sua primeira alteração, ao colocar Willian no lugar de Borja. A entrada do camisa 29 deu mais mobilidade para o time brasileiro, mas a dificuldade para entrar na área do Boca persistia. O Palmeiras insistia em chutes de fora da área e em cruzamentos da intermediária, sem sucesso.

Leia também: Balbuena ironiza Palmeiras após pedido para anular final: "Não era Paulistinha?"

Aos 22, a equipe de Roger Machado teve uma grande chance: Keno fez boa jogada pela direita e cruzou para a grande área, a zaga do Boca afastou mal e ela sobrou para Bruno Henrique, que encheu o pé da esquina da pequena área, mas mandou por cima do gol.

Logo após o lance, Roger optou pela entrada de Moisés na vaga de Lucas Lima. O Boca também mudou e o ídolo Carlitos Tevez rendeu Cardona. O jogo seguiu pouco produtivo e Roger deu sua última cartada aos 34 minutos, e colocou Guerra na vaga de Bruno Henrique.

Aos 43 minutos, quando tudo caminhava para um empate, Guerra tomou a bola de Jara na campo de ataque, ganhou o fundo e cruzou de três dedos para Keno, que completou de primeira para abir o placar.

As emoções, no entanto, não haviam acabado e, aos 46 minutos, Antônio Carlos falhou, Pavón ficou com a bola e cruzou para Tevez, que desviou para vencer Jaílson e empatar a partida no último lance.

No próxima rodada da Libertadores, Palmeiras e Boca voltam a se enfrentar, desta vez na Argentina. O jogo será no dia 25 de abril.

    Leia tudo sobre: Futebol