O Corinthians está na final do Campeonato Paulista. Após vitória no tempo normal por 1x0, a vaga foi decidida na disputa de pênaltis e o Timão levou a melhor em Itaquera. O adversário será o Palmeiras, que eliminou o Santos nesta terça-feira (27). O primeiro jogo da finalíssima será neste sábado (31), em Itaquera

Após gol nos últimos minutos, Cássio apareceu e deu a vaga ao Corinthians nos pênaltis
Reprodução
Após gol nos últimos minutos, Cássio apareceu e deu a vaga ao Corinthians nos pênaltis

Após a vitória do São Paulo no primeiro jogo, o Corinthians pressionou durante os 90 minutos e só conseguiu fazer o gol com Rodriguinho, de cabeça, aos 47 minutos do segundo tempo. Nas penalidades, Cássio brilhou ao defender as cobranças de Diego Souza e Liziero.

O jogo

Precisando da vitória para se manter vivo na competição, o Timão iniciou a partida nervoso, errando muitos passes. Com a mesma escalação da primeira partida, o São Paulo se postou no campo de defesa e esperou o adversário, na espreita por uma chance de contra ataque. Após os primeiros dez minutos de jogo, o Corinthians, reforçado por Fagner, Clayson e Rodriguinho, começou a controlar a partida, trocando passes no campo de ataque, no entanto, a equipe tinha dificuldades para se infiltrar na defesa da equipe de Diego Aguirre.

Leia também: Paulistão volta a ter uma final com times da capital após 15 anos

A primeira boa chance veio aos 23 minutos: Mateus Vital alçou bola na grande área, Pedro Henrique desviou e Emerson dominou na esquina da pequena área. O camisa 47 virou e bateu de perna esquerda, mas não conseguiu acertar o gol. 

O Tricolor seguia marcando forte. Principal articulador do Corinthians, Rodriguinho enfrentava marcação dupla e pouco aparecia na partida. Nas vezes que pegava na bola, o camisa 26 conseguia abrir a defesa adversária, mas os jogadores do São Paulo também se mostravam competentes ao tirar as bolas alçadas para a grande área.

Aos 40 minutos, o São Paulo teve a chance de contra ataque que tanto esperou. Após recuperação de bola, Petros enfiou com precisão para Tréllez. O colombiano recebeu em velocidade completamente sozinho, mas Cássio foi corajoso e saiu de carrinho para evitar o gol.

O Timão respondeu no lance seguinte: Rodriguinho encontrou Fagner sozinho na ponta direita e o lateral cruzou rasteiro para Emerson, que chegou batendo de perna esquerda da marca do pênalti, mas mandou por cima do gol de Sidão. 

Você viu?

No último lance da primeira etapa, o São Paulo voltou a assustar. Militão pegou sobra de bola na direita da grande área e soltou a bomba, mas Cássio apareceu para espalmar a bola.

O segundo tempo começou com o Corinthians novamente desligado: Aos cinco minutos, o São Paulo cobrou falta curtinha na intermediária e Nenê avançou sozinho para bater firme da entrada da área. A bola beliscou a trave esquerda de Cássio e saiu pela linha de fundo. Três minutos depois, o Timão respondeu na mesma moeda, e Clayson arriscou de longe, mas mandou à direita do gol.

Carille resolveu deixar o time mais ofensivo aos 15 minutos com a entrada de Pedrinho na vaga de Gabriel. Logo aos 16, Fagner fez bela jogada pela direita e cruzou rasteiro, mas Emerson não conseguiu alcançar a bola.

Leia também: Gigantes europeus disputam a contratação do jovem Paulinho, destaque do Vasco

Procurando ficar mais com a bola, Aguirre também mudou o time. Saíram Nenê, Tréllez e Marcos Gilherme para as entradas de Lucas Fernandes, Diego Souza e Caíque. No Corinthians, Fagner, exausto, pediu para sair e Mantuan entrou em campo. Aos 37, Carille tentou uma última cartada ao promover a entrada de Danilo na vaga de Emerson.

A pressão corintiana parecia não dar resultado e a defesa do São Paulo tirava todas as bolas. No entanto, aos 47 minutos da segunda etapa, Clayson cobrou escanteio pela direita e Rodriguinho apareceu para testar firme, no chão e vencer o goleiro Sidão para abrir o placar.

Pouco depois do gol corintiano, o juiz apitou o final do jogo e a disputa foi para as penalidades. Mateus Vital acertou o primeiro pelo Timão e Cássio defendeu o chute de Diego Souza. Herói no tempo normal, Rodriguinho parou em boa intervenção de Sidão e Lucas Fernandes deixou tudo igual. Clayson converteu e voltou a deixar o Timão na frente, mas Bruno Alves empatou com chute firme no meio do gol. Pedrinho e Reinaldo também acertaram suas cobranças. Maycon fechou a série corintiana e venceu Sidão. Na última cobrança do Tricolor, Militão teve calma para empatar a disputa.

Danilo abriu a série de cobranças alternadas pelo Timão e marcou o seu. Liziero foi pressionado para a cobrança e parou em mais uma boa defesa de Cássio, que garantiu a classificação do Timão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários