Tamanho do texto

Presidente da Federação Peruana esclareceu que a suspensão preventiva aumentou para 20 dias, e não 10, como foi informado anteriormente

A Federação Peruana de Futebol afirmou que suspensão preventiva do atacante do Flamengo Paolo Guerrero não foi estendida por 10, e sim por 20 dias. A informação foi confirmada pelo presidente da entidade do país sul-americano.

Leia também: Carro invade campo durante partida de futebol e quase causa tragédia; assista

Fifa amplia suspensão provisória de Guerrero antes do resultado do julgamento
Fotos Públicas
Fifa amplia suspensão provisória de Guerrero antes do resultado do julgamento

Desta forma, Paolo Guerrero perde definitivamente a final da Copa  Sul-Americana 2017. Houve uma esperança no Flamengo depois de saber que a FIFA tinha dado a penalidade por 10 dias. Mas, depois do que foi mencionado por Oviedo, o panorama muda.

"A FIFA anunciou que há uma suspensão de 20 dias para uma avaliação que esta comissão disciplinar está fazendo, e esperamos que desta vez ela seja capaz de resolver de forma favorável", disse o líder da federação peruana.

Leia também: Os 5 jogos imperdíveis e os 5 menos atrativos da primeira fase da Copa 2018

Guerrero recebeu um resultado analítico adverso após o jogo do Peru contra a Argentina, dia 5 de outubro, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Ele testou positivo para benzoilecgonina, um metabólito da cocaína. Segundo os advogados de Guerrero, um teste capilar teria provado que o centroavante não é usuário de cocaína. A defesa alega que ele teria ingerido um chá antigripal contaminado por folhas de coca.

No entanto, mesmo que a tese seja aceita, há o risco de suspensão. A pena, porém, pode ser mais branda e permitir, por exemplo, que o camisa 9 rubro-negro volte a tempo de disputar o Mundial na Rússia com a seleção peruana.

O julgamento de Guerrero foi realizado na última quinta-feira, na sede da Fifa, na cidade de Zurique, na Suíça. Se for condenado, o atacante do Flamengo pode pegar até quatro anos de suspensão.

Leia também: A seleção com 11 bons jogadores que não veremos na Copa do Mundo de 2018