Tamanho do texto

Atacante foi julgado pelo Tribunal por ter chutado o zagueiro da Ponte Preta, Rodrigo; pleno rejeitou tese de agressão e classificou como ato hostil

O atacante Jô, do Corinthians , foi julgado na tarde desta quarta-feira pela 3ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva ( STJD ) pela agressão ao zagueiro Rodrigo, na derrota para a Ponte Preta , no dia 29 de outubro, e desfalcará a equipe alvinegra em apenas uma partida, escapando, assim, de uma punição mais severa.

Leia também: Belos, só que não! Confira os 12 jogadores mais feios da história do futebol

Jô chutou Rodrigo durante o duelo entre Corinthians e Ponte Preta, pelo Brasileirão
Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Jô chutou Rodrigo durante o duelo entre Corinthians e Ponte Preta, pelo Brasileirão

Sendo assim, não entrará em campo no próximo sábado, contra o Avaí, na Arena Corinthians, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, no entanto, ele será titular no duelo diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada. Isso porque a decisão do STJD começa a valer somente no dia seguinte à decisão do pleno, conforme explicou o procurador Felipe Bevilacqua.

O camisa 9 foi julgado com base no artigo 250, que fala em "empurrar acintosamente o companheiro ou adversário, fora da disputa da jogada", isto é, um ato hostil, e a punição mínima era de uma partida. João Zanforlim, que estava à frente do departamento jurídico do clube, conseguiu inabilitar a denúncia, que pedia julgamento com base no artigo 254-A, que fala em "praticar agressão física durante a partida", e a pena prevista é de quatro a 12 jogos de suspensão.

Leia também: Ex-Lusa e Santos, Diogo conquista 10º título e se firma como ídolo na Tailândia

A procuradoria irá recorrer e a defesa do clube conversará com a diretoria para analisar se entra com um efeito suspensivo para que o atacante jogue no sábado. Em depoimento gravado, já que ele não compareceu na audiência, Jô se defendeu: "Ele (Rodrigo) estava enchendo o saco, tem essa coisa de ficar catimbando, normal. Tive um contato com ele, falei para ele deixar, parar de falar, e continuar o jogo. Não foi uma agressão. Não tenho um histórico", disse.

'Confissão'

Leia também: Messi faz promessa e vai caminhar 50km se Argentina vencer a Copa de 2018

Artilheiro do Brasileirão ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense, com 16 gols, Jô chegou a admitir que errou no lance após a vitória sobre o Palmeiras, no último domingo. Já no fim da partida contra a Ponte, o experiente atacante chutou a canela de Rodrigo, mas não recebeu cartão amarelo e o fato não foi sequer citado na súmula. A denúncia se deu após análise das imagens.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.