Tamanho do texto

Time saiu perdendo do Fluminense no Maracanã, mas buscou o empate em 3 a 3 e ficou com a vaga. Do outro lado, Abel Braga fala de orgulho

A partida da noite de quarta-feira (1), pelas quartas de final da Copa Sul-Americana foi, no mínino, eletrizante. Flamengo e Fluminense lutavam pela vaga na semifinal, e o Tricolor abriu 3 a 1 no placar. Com dois gols no segundo tempo, o rubro-negro empatou e avançou na competição continental. Após a partida, comemoração de um lado e sentimento de orgulho apesar do resultado do outro. 

Leia também: Veja os detalhes do empate entre Flamengo e Fluminense 

Diego comemora gol no empate do Flamengo com o Fluminense nas quartas da Sul-Americana
Gilvan de Souza/Fla Imagem
Diego comemora gol no empate do Flamengo com o Fluminense nas quartas da Sul-Americana


Em entrevista coletiva depois do empate, Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo, elogiou jogadores e também reconheceu que levou um susto como Fluminense, que abriu o placar no jogo da Sul-Americana logo aos dois minutos. "O Fluminense nos surpreendeu com o gol rápido. Precisamos buscar alternativas. E apostei em Vinicius para fortalecer na frente. Os clássicos são muito intensos. Sabíamos que poderíamos buscar o jogo, mas um gol a dois minutos surpreende muito", disse Rueda.

Ele ainda reconheceu a qualidade na bola aérea do adversário: "O primeiro gol foi com falta sobre o Arão. No segundo, a mesma coisa. Mas o futebol é assim. O Fluminense é forte no aéreo". A resposta do Flamengo também veio com jogadas aéreas. "Depois também fizemos em jogada aérea. Fomos muito nobres e muito dedicados para chegar ao resultado", falou o treinador.

Do lado do Fluminense, os gols saíram com Lucas e Renato Chaves, que marcou dois. Pelo Flamengo, bola na rede para Diego, Felipe Vizeu e Willian Arão. O terceiro gols, aos 38 minutos, foi comemorado. "Arão é muito dedicado, mas ele, que foi impreciso em alguns lances, nos brindou com um gol e a classificação".

Leia também: Grêmio comemora vaga na final da Libertadores e agora tenta superar "trauma"

Para Rueda, o clássico das quartas de final e todo o sufoco da partida do Maracanã farão bem ao Flamengo na competição continental. "Os clássicos são um torneio a parte. A intensidade, a história e o respeito fazem com que o Flamengo jogue com muita intensidade. Essa série contra o Fluminense, que tem um grupo muito forte, nos fortalece para a próxima fase também". 

P*** como torcedor, mas orgulhoso como treinador

Abel Braga diz que lado torcedor ficou p... com empate, mas que lado treinador está orgulhoso
Divulgação/Fluminense.F.C
Abel Braga diz que lado torcedor ficou p... com empate, mas que lado treinador está orgulhoso

Do outro lado, na coletiva do técnico do Fluminense, Abel Braga, um misto de sentimentos. O treinador reclamou dos gols do adversário ao comentar a partida. "Foi uma coisa meio anormal o que aconteceu. Você perde o primeiro jogo em casa e quando joga fora, com gol qualificado, você faz três gols. E leva dois gols estranhos", afirmou. 

Abel reconhece erros do Flu em campo, mas fala que também está orgulhoso da equipe. "Vou dizer a eles o que estou dizendo aqui: é uma decepção, mas também orgulho. Falei antes do jogo que o favoritismo era do Flamengo. E todo mundo dava que ia ser mole. Mas eles sabiam que não seria fácil. Tiveram a felicidade que faltou pra gente. Faltou atenção, concentração foco". "O meu lado tricolor está p da vida. Mas o meu lado treinador, comandante, que lidera esse grupo, está orgulhoso", completou o técnico. 

Leia também: Capa de revista, Gabriel Jesus impressiona na Inglaterra

Reta final do torneio

Enquanto o Fluminense se volta para o Brasileirão, o Flamengo segue com o torneio nacional e a Sul-Americana. O adversário da semifinal será conhecido na noite desta quinta-feira (2) no duelo entre Sport e Junior Barranquilla, na Colômbia. 

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.