Tamanho do texto

Maurício Galiotte participou de entrevista coletiva neste sábado (14) e evitou falar de nomes para a vaga de Cuca como técnico do Palmeiras

A saída do técnico Cuca, anunciada na sexta-feira  (13) tem movimentado o Palmeiras . Neste sábado (14), o presidente do clube, Maurício Galiotte, participou de uma entrevista coletiva na sede do time para falar da demissão do técnico e também da situação atual da equipe alviverde. 

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, fala sobre saída de Cuca em entrevista coletiva
Divulgação/Palmeiras
Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, fala sobre saída de Cuca em entrevista coletiva


Segundo Galiotte, partiu de Cuca a ideia de sair da equipe depois do empate em 2 a 2 com o Bahia na noite de quinta-feira (12) pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017. "Depois do jogo, o representante do Cuca nos procurou dizendo que o Cuca estava desgastado e próximo de seu limite. Nós conversamos um pouco sobre isso e, em nosso entendimento, a situação era muito parecida. Em comum acordo, nós decidimos pelo encerramento do ciclo, sempre respeitando demais o profissional", disse o dirigente. 

Leia também: Cotado no Palmeiras, Mano Menezes diz que vai ouvir Cruzeiro sobre renovação

O presidente palmeirense também fez questão de agradecer o trabalho do ex-técnico, afirmando que o nome dele estará na história do time paulista e lamentando que o elenco não tenha conseguido repetir o mesmo desempenho do ano passado, quando foi campeão brasileiro sob o comando do treinador. "Em alguns momentos, os ajustes são necessários, e é isso que estamos fazendo neste momento", comentou Galiotte. 

Cuca havia voltado ao comando do Palmeiras nesta temporada
Reprodução
Cuca havia voltado ao comando do Palmeiras nesta temporada


Ele também falou sobre os planos para 2018, reconhecendo que a temporada de 2017 foi abaixo do esperado, apesar dos esforços e das contratações para o elenco do Palmeiras. "No ano que vem, com toda essa estrutura, teremos um time muito competitivo. Não podemos considerar um ano positivo porque não foi, mas estamos brigando pelo G-4, uma vaga na Libertadores. Isso já passa a dimensão do planejamento e onde queremos chegar. Queremos continuar sendo protagonistas e com condições de conquistas", afirmou o mandatário. 

Leia também: Técnico Fabio Carille renova por mais dois anos com o Corinthians

Novo técnico

Desde a saída de Cuca, o nome de Mano Menezes aparece forte para assumir o Palmeiras par a próxima temporada. Galiotte, entretanto, desconversou sobre o assunto. Para ele, o momento é de focar no trabalho de Alberto Valetin, auxiliar que já comandou a equipe nos treinos da manhã deste sábado. 

"Trataremos no momento certo. O técnico do Palmeiras é o Alberto Valentim. Até outra informação que eu passe aos senhores (jornalistas), o nosso técnico é o Alberto Valentim.”

O primeiro compromisso de Valentim à frente do Palmeiras depois dos meses de comando de Cuca será neste domingo, na partida diante do Atlético-GO fora de casa, às 17h (horário de Brasília). 

    Leia tudo sobre: futebol