Tamanho do texto

Enquanto o circo pega fogo em Paris, atacante vai inaugurar balada no Brasil

Neymar vai investir em um novo setor, bem diferente do futebol
Reprodução
Neymar vai investir em um novo setor, bem diferente do futebol

Apesar de toda a polêmica que vem rolando dentro do elenco do PSG, o jogador mais caro da história do futebol parece estar já pensando em um novo investimento, que inclusive, não tem nada a ver com esporte. E aqui no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro. De acordo com o colunista Léo Dias, Neymar vai abrir uma boate sertaneja no Recreio, zona oeste da cidade.

LEIA TAMBÉM: Neymar é finalista do prêmio de melhor do mundo da Fifa ao lado de Messi e CR7

Segundo a publicação, o espaço é uma parceria de Neymar com um empresário envolvido no ramo de entretenimento noturno e ficará localizado no shopping Barra World. A casa de shows já está em obras e tem inauguração prevista para o mês de novembro. Além disso, promete ser muito bem frequentado e a área VIP do local ainda terá banheiras de hidromassagem.

O jogador, que nunca escondeu que adora uma boa festa , agora vai ter um lugar especial para fazer suas comemorações quando estiver no Brasil. O atacante do Paris Saint-Germain adora juntar os "parças" e outros colegas celebridades para festejar. Seu nome junto ao novo empreendimento aumenta as expectativas da balada, que ainda nem inaugurou.

LEIA TAMBÉM: Cavani rejeita R$ 3,7 milhões para abrir mão das cobranças de pênaltis

Vida em Paris

Mas enquanto Neymar Jr. investe em uma casa de shows, o clima na França não vai nada bem. Após a polêmica com Edinson Cavani, as capas de jornais esportivos de todo o mundo voltaram os holofotes para a equipe do PSG. De acordo com o jornal "El Pais", o brasileiro se vê isolado no time francês depois de um mês de conflitos. 

LEIA TAMBÉM: Dani Alves promove "jantar de reconciliação" após confusão de Neymar e Cavani

O dono do Paris Saint-Germain , o catari Nasser Al-Khelaifi, chegou a oferecer R$ 3,7 milhões para Cavani abrir mão das batidas de pênalti e deixar a função para Neymar, mas o uruguaio rejeitou a oferta, tendo apoio da maioria dos seus companheiros de equipe. Neste momento, o que se sabe, de fato, é que as confusões com o nome do camisa 10 estão tirando o sono da diretoria do clube parisiense.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.