Tamanho do texto

Três camisas de clubes e uma da seleção brasileira foram lembradas pela revista "FourFourTwo", que colocou uniforme da Dinamarca de 1986 no topo

A conceituada revista inglesa FourFourTwo que recentemente colocou Pelé em terceiro, atrás de Diego Maradona e Léo Messi, em sua lista de melhores jogadores da história e também afirmou que Neymar e Paulinho foram duas das piores contratações na Europa , publicou nesta sexta-feira um ranking com as 50 maiores camisas de futebol de todos os tempos, e incluiu quatro representantes brasileiros.

Leia também: Neymar é finalista do prêmio de melhor do mundo da Fifa ao lado de Messi e CR7

A camisa da seleção brasileira de 1986 ficou na 31ª posição entre as maiores da história do futebol de revista inglesa
Reprodução
A camisa da seleção brasileira de 1986 ficou na 31ª posição entre as maiores da história do futebol de revista inglesa

Os critérios usados pela revista foram a beleza e a importância do time que vestiu cada um dos uniformes e sua época com relação a coisas que aconteciam no mundo. Entre as quatro camisas do Brasil, três são de clubes e uma é da seleção brasileira. Quem primeiro apareceu foi o Madureira , do Rio de Janeiro, com uma camisa de 2013 que homenageou o revolucionário Che Guevara.

"O pequeno time brasileiro colocou o revolucionário argentino dos anos 60 Che Guevara em sua camisa não só na esperança de vender uniformes a estudantes universitários: ela marcou 50 anos desde que o clube visitou Cuba e encontrou o insurgente marxista em um de seus amistosos", escreveu a revista, sobre o clube, que ficou na 39ª posição.

Em 31º lugar, apareceu o uniforme usado pelo Brasil em 1986: "Nunca houve um uniforme ruim do Brasil, mas esse aqui, vestido por Sócrates, Zico, Josimar, Falcão e outros craques na Copa do Mundo de 1986 é, para nós, a camisa definitiva da seleção", justificou.

Leia também: "Vamos fazer tudo para vencer", diz Zidane sobre duelo com filho no Espanhol

Logo na sequência, a revista escolheu a camisa do Grêmio de 1989 e 1990: "Um clássico combo de cores brasileiro, melhorado ainda pelo logo do fornecedor costurado e pelo perfeito encaixe do logo do patrocinador", disse a FourFourTwo .

O manto de um time brasileiro mais bem colocado foi o do Corinthians de 1982 e 1983: "Essa camisa é carregada de significado político: em 1982, os jogadores do Corinthians, incluindo o 'Deus' Sócrates, tomaram para si a responsabilidade sobre o dia-a-dia do clube, com funcionários, jogadores e comissão técnica tendo votos iguais em tudo. Além disso, a camisa é muito bonita", escreveu a revista.

Confira o top 10

10- Ascoli (Itália) de 1981-82 (primeiro uniforme)
9- Bastia (França) de 1978-79 (primeiro uniforme)
8- Napoli (Itália) de 1990-91 (primeiro uniforme)
7- Saint-Étienne (França) de 1980-81 (primeiro uniforme)
6- Seleção da França de 1984 (primeiro uniforme)
5- Seleção da Inglaterra de 1990 (terceiro uniforme)
4- Lazio (Itália) de 1982-83 (primeiro uniforme)
3- Seleção da Holanda de 1976 (primeiro uniforme)
2- Boca Juniors (Argentina) de 1981 (primeiro uniforme)
1- Seleção da Dinamarca de 1986 (primeiro uniforme)

Leia também: Destaque da Copinha sonha em jogar a Copa de 2018. Mas pela seleção da Rússia

Na lista completa das 50 maiores camisas de todos os tempos aparecem ainda clubes como Boca Juniors, da Argentina, Lazio, da Itália, Manchester City, da Inglaterra, América do México e outros. Para ver a lista completa clique aqui .

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.