Tamanho do texto

Resultado na Ressacada foi ruim para os dois; na Fonte Nova, o Bahia venceu o Vasco e ultrapassou o clube carioca na tabela; veja como foram os jogos

Quatro jogos movimentaram a 21ª rodada do Brasileirão na tarde deste domingo. No estádio da Ressacada, o Avaí recebeu o São Paulo em duelo direto na luta contra o rebaixamento e empatou em 1 a 1, no Mineirão, o Cruzeiro enfrentou o Sport e venceu por 2 a 0, na Fonte Nova, o Bahia derrotou o Vasco por 3 a 0 e no Moisés Lucarelli a Ponte Preta venceu o Botafogo por 2 a 1.

Leia também: Neymar deita e rola na estreia em casa e Paris Saint-Germain goleira o Toulouse

Com os resultados, o São Paulo segue muito próximo da zona de rebaixamento, com 23 pontos e o avaí é o penúltimo com 22. O Bahia chegou aos 26 pontos, na 12ª colocação, enquanto o Vasco caiu para a 15ª, com 25 pontos. O Cruzeiro ultrapassou o Sport na tabela e chegou ao G6, com 30 pontos, enquanto os pernambucanos, com 29, caíram para a oitava posição. O Botafogo foi outro que desceu, da oitava para a nona colocação, com 28 pontos. A Ponte foi quem mais subiu, da 14ª para a 10ª posição, agora com 27 pontos.

O São Paulo saiu atrás, mas com Hernanes conseguiu empate diante do Avaí fora de casa
Rubens Chiri / saopaulofc.net
O São Paulo saiu atrás, mas com Hernanes conseguiu empate diante do Avaí fora de casa

Na Ressacada

O confronto em Santa Catarina colocou frente a frente dois times que lutam para se afastar das últimas colocações do Brasileirão. O São Paulo começou com a bola mais no pé, mas errando muitos passes logo na saída de bola. Nenhuma chance clara de gol foi vista até os dez minutos.

Aos 23, Hernanes cobrou escanteio e encontrou Rodrigo Caio, que, sozinho, cabeceou pra fora. Aos 36, após bate-rebate, Hernanes conseguiu chutar dentro da pequena área, mas a bola saiu mascada e parou nas mãos de Douglas. Antes de terminar o primeiro tempo, Rodrigo Caio teve outra chance, mas novamente cabeceou errado.

O segundo tempo começou agitado e logo no primeiro minuto o Avaí quase abriu o placar. Logo depois, Douglas fez sua primeira grande defesa após lançamento de Hernanes para Gilberto. Aos 11, Douglas trabalhou novamente. Edimar cruzou e Hernanes cabeceou quase no ângulo, mas o goleiro do Avaí defendeu.

Leia também: Reservas do Grêmio empatam com Atlético-PR e vantagem do Corinthians pouco muda

Aos 22, Edimar derrubou Willians dentro da área e Leandro Vuaden marcou pênalti. Na cobrança, dois minutos depois, Júnior Dutra colocou de um lado e Sidão caiu para o outro. Gol do Avaí. Logo depois, o goleiro são-paulino errou na saída de bola e Júnior Dutra, sozinho, chutou para fora.

Logo depois, foi a vez de Vuaden marcar pênalti para o São Paulo após desvio com a mão de Pedro Castro. Hernanes foi para a cobrança e Douglas chegou a desviar, mas a bola morreu no fundo do gol. O empate do São Paulo. Aos 39 minutos, quase a virada. Hernanes bateu falta da entrada da área e obrigou Douglas a fazer linda defesa.

Depois dos 40 minutos, os dois times, desesperados pela vitória, passaram a jogar apenas bola na área, mas nenhum dos dois conseguiu chegar ao gol, efetivamente. Aos 49, fim de papo na Ressacada. Empate ruim para os dois.

No Moisés Lucarelli

Com a chance de entrar no G6, o Botafogo foi quem primeiro quase fez no Moisés Lucarelli. Brenner cruzou rasteiro, a bola atravessou a área e Leo Valencia perdeu chance clara de balançar as redes da Ponte. Aos 12 minutos, a defesa do time carioca vacilou e deixou Emerson Sheik dominar dentro da área após escanteio e bater para fazer o primeiro do jogo.

Aos 19, Arnaldo foi derrubado por Lucca dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Brenner foi para a cobrança e empatou a partida. O jogo seguiu equilibrado e aos 40 minutos o Botafogo perdeu a chance de virar com Brenner, que mandou para a rede pelo lado de fora após desvio de Bruno Silva. Aos 46, a Ponte quase fez o segundo. Danilo bateu firme e obrigou Jefferson a fazer grande defesa.

Emerson Sheik fez os gols da vitória da Ponte Preta sobre o Botafogo em Campinas
Reprodução/Twitter
Emerson Sheik fez os gols da vitória da Ponte Preta sobre o Botafogo em Campinas

Na segunda etapa, Felipe Saraiva, da Ponte, teve duas boas chances de marcar. Mas nas duas, Jefferson defendeu. Aos 21, Saraiva chutou forte e o goleiro botafoguense novamente defendeu. Quatro minutos depois, Bruno Silva perdeu grande chance para o Botafogo dentro da área.

Aos 39, a Ponte teve chance clara de ampliar, Elton mandou por cima do gol. Três minutos mais tarde, Emerson Sheik, mais uma vez, pegou de primeira de fora da área e fez um lindo gol. Aos 44, Marcos Vinicius ainda cabeceou no travessão e quase empatou, mas foi só. Com 50 minutos, o árbitro apitou o fim do jogo para vitória da Ponte em Campinas.

Na Fonte Nova

O jogo entre Bahia e Vasco, dois times que estão na parte de baixo da tabela, foram os cariocas que chegaram com perigo pela primeira vez. Após cruzamento e furada de Luis Fabiano, Wagner chutou com perigo, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Aos 20, o Bahia saiu errado e a bola sobrou para Wagner, que dominou e, com tranquilidade, tocou para Mathes Vital, que passou para Paulinho. O jovem bateu errado e perdeu gol feito. O castigo veio dois minutos depois. Régis bateu escanteio e Tiago cabeceou. A bola bateu na trave e depois morreu no gol.

Mendoza fez dois na vitória do Bahia sobre o Vasco
Reprodução/Twitter/ECBahia
Mendoza fez dois na vitória do Bahia sobre o Vasco

Aos 44, quase o empate do Vasco. Wagner dominou após erros de Luis Fabiano e acertou a trave esquerda do goleiro Jean. Mas o castigo veio logo depois. No contra-ataque, Mendoza iniciou a jogada, chegou a perder a bola, mas se recuperou, driblou Martín Silva e fez o segundo. Foi o último lance do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Bahia, novamente com Mendoza, praticamente liquidou o jogo. O meia aproveitou rebote de Martín Silva e fez o segundo dele no jogo. Aos 25, em outro contra-ataque, Mendoza tocou para Rodrigão, mas o atacante finalizou errado e perdeu a chance de fazer o quarto.

Sem poder de reação, o Vasco nada fez após levar o terceiro e o Bahia só administrou jogando nos contra-ataques. Final, ótima vitória do Bahia na Fonte Nova.

No Mineirão

Brigando por posições na tabela e próximos do G6, o confronto entre Cruzeiro e Sport começou com chance para os pernambucanos. André aproveitou cobrança de escanteio no primeiro pau de Everton Felipe e quase fez. Aos 25, André cabeceou novamente para fora, dessa vez após cruzamento de Samuel Xavier. Logo na sequência, o Sport aproveitou falha na defesa cruzeirense, mas pecou na finalização.

Em boa fase com a camisa do Cruzeiro, Sassá recebeu cruzamento perfeito de Ezequiel e cabeceou sozinho para abrir o placar no Mineirão. Sarrada no ar do camisa 99. Aos 43, o time mineiro quase ampliou com Léo, que cabeceou no travessão.

Sassá fez o dele para o Cruzeiro e comemorou com a sarrada no ar
REPRODUÇÃO/TWITTER/CRUZEIRO
Sassá fez o dele para o Cruzeiro e comemorou com a sarrada no ar

O Cruzeiro começou o segundo tempo quase fazendo mais um. Thiago Neves chutou de fora e acertou o travessão de Magrão. Aos sete minutos, o Sport respondeu com Lenis, que parou nas mãos de Fábio. Aos 17, em contra-ataque, Sassá obrigou o goleiro a fazer outra boa defesa.

Leia também: Sem Suárez, Barcelona estreia no Espanhol com vitória sobre o Betis

Aos 33 minutos, André perdeu outra boa chance ao cabecear para fora. Com Raniel, aos 41, o Cruzeiro matou o jogo. O atacante saiu do banco e aproveitou vacilo na defesa pernambucana e fez o segundo. Não deu tempo pra mais nada, vitória do Cruzeiro no Mineirão.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o São Paulo enfrentará o Palmeiras, no Allianz Parque, o Avaí receberá a Chapecoense na Ressacada, Bahia e Botafogo jogarão na Fonte Nova, o Sport enfrentará o Grêmio, fora de casa, o Cruzeiro receberá o Santos, no Mineirão, e a Ponte Preta receberá o Atlético-MG.

    Leia tudo sobre: futebol