Tamanho do texto

Ex-jogador pentacampeão do mundo foi detido em Salvador nesta terça-feira; esta é a terceira vez que Edílson é preso por deixar de pagar pensão

O ex-jogador Edílson "Capetinha" foi preso na tarde desta terça-feira, em Salvador, na Bahia. De acordo com informações da Polícia Civil, a detenção ocorreu porque o ex-atacante deixou de pagar pensão alimentícia . O mandado de prisão foi expedido pela 2ª Vara da Família, em Brasília.

Leia também: Adriano "Imperador" desabafa após vídeo com delegada vazar na internet; assista

Ainda segundo a polícia, Edílson "Capetinha" está aprisionado na Polinter, que fica no complexo do bairro dos Barris, em Salvador. Caso o pagamento da fiança, que não teve valor estipulado, não aconteça, o ex-jogador do Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro, Vasco e outros clubes pode permanecer preso por até 30 dias.

Edílson Capetinha atuou pela última vez como profissional no Taboão da Serra, do interior de São Paulo
Divulgação
Edílson Capetinha atuou pela última vez como profissional no Taboão da Serra, do interior de São Paulo

Histórico

Não é a primeira vez que Edílson é detido por conta de dívidas com pensão alimentícia. Em março de 2014, ele foi preso pela primeira vez na Avenida Gaeribaldi, também em Salvador, e em julho do ano passado, foi detido pela segunda vez, em Brasília, por deixar de pagar mais de R$ 400 mil em pensão alimentícia.

Leia também: Edilson "Capetinha" é preso em Salvador por não pagar pensão alimentícia

Carreira

Edílson começou a carreira no Industrial, do Espírito Santo, em 1987. Passou por Tanabi, de São Paulo, Guarani, e chegou ao Palmeiras, em 1993. Transferiu-se para o Benfica no ano seguinte e em 1995 voltou para o alviverde. Em 1996 foi jogar no Kashiwa Reysol, do Japão, e voltou para o Brasil no ano seguinte, para jogar no Corinthians.

Leia também: Sem Neymar, Uefa divulga lista dos finalistas do prêmio de "jogador do ano"

No Corinthians, Edílson "Capetinha" jogou por três anos e depois passou por Flamengo, Cruzeiro, Kashiwa Reysol novamente, Flamengo outra vez, Vitória, Al Ain, dos Emirados Árabes, São Caetano, Vasco, Vitória mais uma vez, Bahia e, por fim, Taboão da Serra. Jogou também na seleção brasileira por vários anos e fez parte do elenco campeão da Copa do Mundo da Coreia do Sul e do Japão em 2002. Conquistou três Campeonatos Brasileiros, três Campeonatos Paulistas e o Mundial de Clubes de 2000 com o clube do Parque São Jorge.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.