Impasse envolvendo ex-atacante é relacionado a um processo movido por Ivana Maturino Solon, com quem tem um filho

Edilson fez muito sucesso pelo Corinthians
Getty Images
Edilson fez muito sucesso pelo Corinthians

Depois de se tornar ídolo da maioria dos clubes pelos quais passou em sua carreira de jogador, Edílson "Capetinha" foi preso na manhã desta quarta-feira, enquanto transitava pela Avenida Anita Garibaldi, em Salvador. O ex-atacante de Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Bahia, Vitória e seleção brasileira é acusado de não pagar pensão alimentícia.

Sem oferecer resistência à prisão, Edílson foi encaminhado ao complexo policial dos Barris, também em Salvador, e deve ficar em uma cela separada de outros criminosos. O mandado tem validade de 60 dias, sendo que, caso os advogados paguem a dívida por pensão alimentícia, o ex-atacante será solto imediatamente.

O impasse envolvendo Edílson é relacionado a um processo movido por Ivana Maturino Solon, com quem o ex-jogador tem um filho. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Neide Barreto Santana, a investigação está sendo feita desde dezembro, quando o caso foi aberto, e a polícia estava apenas esperando o melhor momento para efetuar a prisão.

Apesar de o jogador poder ser solto imediatamente, caso pague o que deve ao seu filho, Edílson não consegue deixar a prisão com o pagamento de apenas uma parte do valor, já que não cabe fiança no processo. Depois de assinar o mandado da 9ª Vara da Família de Salvador, Edílson segue em contato com os advogados.

Relembre na galeria abaixo outros atletas que tiveram problemas na Justiça:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.