Tamanho do texto

"Quero marcar história", disse o brasileiro sobre sua chegada ao time de Paris

Neymar
Divulgação
Neymar

Neymar Jr falou pela primeira vez como jogador do Paris Saint-Germain. Diretamente da capital francesa e ao lado Nasser Al-Khelaifi, presidente do clube, o brasileiro se apresentou ao mundo como a transação mais cara da história do futebol. Durante a coletiva, comentou sobre o motivo de saída do Barcelona e ainda se defendeu ao ser questionado por ter deixado o clube pela porta dos fundos.

LEIA TAMBÉM: É oficial! Paris Saint-Germain anuncia contratação de Neymar por cinco anos

Com a família na primeira fileira, ao entrar na sala de imprensa Neymar fez questão de cumprimentar seus amigos de infância que acompanhavam a coletiva. "Com ele, nosso projeto fica mais forte. Com ele, o Campeonato Francês fica ainda melhor. Vamos escrever a grande história do PSG. Obrigado, Neymar. Por vir ao PSG", disse Al-Khelaifi.

"Muito feliz. Feliz por tudo, pelo novo desafio. Feliz pelo Paris, que é um grande clube. É uma cidade maravilhosa. Me faltam palavras para descrever o momento. Estou empolgado para treinar com meus companheiros, jogar e conquistar os títulos que o clube merece", disse Neymar.

Protagonismo

Um dos principais rumores da saída de Neymar do Barcelona era a questão de estar à sombra de Lionel Messi. Apesar da boa campanha que vinha fazendo, no clube catalão o brasileiro poderia não ter o protagonismo que queria. Além disso, jogar em outra equipe poderia fazer com que aumentassem as chances de receber o prêmio de Melhor Jogador do Mundo.

"A questão do protagonismo não influenciou nada. Eu vim para buscar um desafio diferente. Não estava incomodado no Barcelona. Protagonismo é algo relativo e nunca busquei isso. Vim buscar algo novo, títulos, o que a torcida merece. Sou movido a desafios e por isso estou aqui", disse o jogador. "Deus faz as coisas no caminho certo e no momento certo. Ele colocou no meu coração que tinha que ser agora. Aumentaram os desafios, estou louco para começar a treinar, jogar e ser muito feliz aqui".

Messi

Messi e Neymar na comemoração da vitória histórica do Barcelona sobre o PSG na Liga dos Campeões
Reprodução/Instagram
Messi e Neymar na comemoração da vitória histórica do Barcelona sobre o PSG na Liga dos Campeões

"Um dos motivos que me fizeram ir ao Barcelona foi o Messi. Ídolo no futebol , melhor do mundo. Não tive nenhuma pressão, só na primeira semana quando estava treinando com meus ídolos. Mas eles me deixaram tranquilo. Todo jogador quer isso. Agradeço muito ao Leo, que me acolheu muito. Aprendi muito com ele", disse.

Saída do Barça

"Tomei a decisão faz pouco tempo, foi há dois dias. O primeiro a saber foi o treinador do Barcelona (Ernesto Valverde). Apesar de termos trabalhado pouco, tenho muito respeito por ele. Foi muito difícil, mas sei que Deus tem algo preparado para mim", disse.

"Foi uma das decisões mais difíceis na minha vida. Estava bem adaptado em uma cidade, o Barcelona é um clube grande. Tenho amigos no clube, jogadores fantásticos. Foi momento de tensão, deixei amigos ali, mas fiquei feliz com isso. Futebol passa rápido, nossa vida passa rápido. Agradeço o carinho dos jogadores do Barcelona, me acolheram quando vim do Brasil. Senti que era o momento de partir, de novos desafios. Falei com os brasileiros daqui, estão empolgados e felizes".

"Não é um decisão fácil, pensei muito, em muitas coisas. Muita gente pedia para que eu falasse alguma coisa. É muito complicado falar de uma coisa da qual não tinha certeza, que não tinha 100%. A partir do momento que decidi, tinha 100%, foi o que meu coração pediu. Pedi a Deus todos os dias para que me desse uma direção", falou o brasileiro. "Fiz uma história feliz, ganhei muitos títulos, fiz muitos gols. Claro que não dá para deixar todo mundo feliz. É algo de torcedor, de paixão. só tenho a agradecer o carinho que tiveram por mim".

Traição

"Não fiz nada de errado , é difícil responder essa pergunta. Fico triste se alguém está pensando dessa forma. Não faltei com respeito com ninguém, não somos robôs para ficarmos obrigados. Estava no meu direito, sou muito agradecido por todos os barcelonistas. Fico triste de todos que pensam dessa forma".

Dinheiro

Ao ser questionado sobre a questão financeira ter influenciado sua escolha, Neymar afirmou: "O que tenho para dizer para essas pessoas, é que não sabem nada da minha vida. Dinheiro nunca foi a primeira coisa que pensei. Eu sempre penso em primeiro lugar na felicidade da minha família. Só tenho a lamentar pelas pessoas que pensam dessa forma".

Maior transação da história

O Paris Saint-Germain anunciou a contratação de Neymar por cinco anos
Reprodução
O Paris Saint-Germain anunciou a contratação de Neymar por cinco anos

Na tarde desta última quinta-feira (3), o advogado Juan de Dios Crespo entregou nas mãos de Oscar Grau, diretor-geral do Barcelona, um cheque na quantia de 222 milhões de euros. O valor cobriu a multa de rescisão e confirmou a quebra de contrato do jogador brasileiro com o clube da Catalunha . Questionado sobre o peso de ser o jogador mais caro da história do futebol mundial, Neymar brincou: "Sigo com 69 quilos, continuo na mesma altura (risos)".

Fair play financeiro

"Sobre o negócio, todo mundo fala sobre ser muito caro. Quero que você me pergunte daqui a dois anos se será muito caro. Quando você olha para o Neymar como esse projeto, tenho certeza que vamos ganhar mais dinheiro do que gastamos. É uma transferência incrível para todos. Fomos muito transparentes sobre o Fair Play Financeiro. Estamos dentro das regras", disse o presidente do PSG,  Nasser Al-Khelaifi .

Nova casa

Neymar no PSG
Divulgação
Neymar no PSG

"Estou ansioso, não só para conhecer meu novo clube, os companheiros, mas também para conhecer a cidade. Paris é Paris e não precisa de mim. Hoje é a minha casa e estou vivendo outro sonho, buscando novos desafios. O histórico brasileiro aqui é bom e me sinto feliz por ser parte disso. Espero poder fazer história aqui como todos fizeram", falou Neymar.

"Sou muito fã do Verrati. E também queria agradecer ao Pastore por ter me cedido a camisa 10 , era algo que eu não contava nem esperava, fiquei muito feliz, ele já tem todo o meu carinho e espero ajudá-lo muito em campo".

Ligue 1

"Escutei muita gente falando mal da liga francesa e estas pessoas estão errados. Conversei com muita gente que jogou aqui e assisti jogos e acho que não tem nada fácil. É um desafio muito grande para mim e para o clube, vencer a liga novamente e buscar outros títulos também", afirmou o brasileiro.

Estreia

Neymar no PSG
Divulgação
Neymar no PSG

Neymar será apresentado no próximo sábado (5), antes da partida entre o PSG e o Amiens, pela primeira rodada do Campeonato Francês . A apresentação, inclusive, a pedido dos parisienses, fez com que o jogo atrasasse em 15 minutos. O brasileiro, por sua vez, não descartou a possibilidade de já entrar em campo com a camisa do clube da capital francesa.

"Passei pelo campo, deu vontade de colocar a camisa do PSG e jogar. Vamos conversar e ver certinho. É o que eu mais gosto de fazer, estou à disposição e se puder jogar, eu jogo", disse.

"Mágico"

Ao fim de sua primeira coletiva no Parc des Princes , Neymar arriscou o francês: "Paris Saint-Germain é mágico". O jogador posou ao lado de seus amigos e da família com a camisa do PSG nos gramados do estádio, enquanto na parte externa, uma multidão aguardava a apresentação do brasileiro, que se juntou aos torcedores aos arredores do local.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.