Tamanho do texto

Português entrou e saiu do tribunal de forma discreta e não falou com a imprensa, que lotou o local, ao lado de torcedores do Real Madrid

Cristiano Ronaldo, craque português do Real Madrid , foi interrogado nesta segunda-feira pelo Tribunal de Pozuelo de Alarcon, na capital da Espanha , Madri, por suspeitas de uma possível fraude fiscal de 14,7 milhões de euros (aproximadamente R$ 54 milhões).

Leia também: Uefa garante que vai investigar transferência de Neymar para PSG

Diante de um batalhão de jornalistas e torcedores do Real Madrid, Cristiano Ronaldo entrou e saiu do tribunal discretamente, sem dar declarações à imprensa. O português deixou o local visivelmente irritado com a audiência judicial, que durou cerca de uma hora e meia.

Cristiano Ronaldo está na mira do fisco espanhol e é acusado de sonegação
Divulgação
Cristiano Ronaldo está na mira do fisco espanhol e é acusado de sonegação

Durante o depoimento, o português sentiu um mal-estar e se defendeu das acusações. Ele foi ouvido pela juíza do caso, Mónica Ferrer Gómez, e alegou que está sendo alvo de perseguição. "Se não me chamasse Cristiano Ronaldo, eu não estaria sentado aqui", afirmou o camisa 7.

Leia também: Amigo do presidente, brasileiro quase "evitou" golaço que ganhou o Prêmio Puskas

Segundo o jornal espanhol "Marca", o atacante português livrou seu agente, Jorge Mendes, de qualquer envolvimento com o caso e declarou que dois assessores portugueses sãos os responsáveis pelos seus direitos de imagem. O atleta portugues de 32 anos é acusado de fraude fiscal com os seus direitos de imagem.

Leia trechos da defesa de Cristiano Ronaldo

"A Fazenda espanhola conhece os detalhes de todas as minhas movimentações porque nós sempre entregamos. Jamais ocultei nada, nem tive a intenção de evadir impostos. Sempre faço minhas declarações de impostos de maneira voluntária porque acredito que todos temos que declarar e pagar impostos de acordo com nossos recebimentos. Quem me conhece sabe o que peço aos meus assessores: que façam tudo em dia e corretamente pago porque não quero problemas

Quando fui contratado pelo Real Madrid, não criei nenhuma estrutura especial para gerir meus direitos de imagem e mantive aqueles que geriam quando estava na Inglaterra. Saiu uma empresa inglesa, desnecessária porque ele não residia mais naquele país, e se assegurou de cobrar a totalidade dos direitos de imagens pessoalmente enquanto residente na Espanha, para pagar os impostos espanhóis.

"Esse é o momento de deixar a Justiça trabalhar. Eu acredito na justiça e espero que, também nesse caso, haja uma decisão justa".

Entenda a acusação sobre Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo declarou, em 2014, que ao longo dos três anos anteriores, sua receita era de 11,5 milhões de euros (cerca de R$ 42,25 milhões). No entando, o Ministério Público espanhol diz que CR7, no mesmo período, teve receitas superiores a 43 milhões de euros (cerca de R$ 158 milhões, na cotação atual).

Leia também: Filhos de Claudemir Peixoto, treinador do Penapolense, morrem em acidente de carro

Em julho do ano passado, a Justiça espanhola condenou o craque argentino Lionel Messi, adversário de Cristiano Ronaldo, a 21 meses de prisão, também por crimes fiscais. Mas, obviamente, o camisa dez da seleção da Argentina e do Barcelona não foi, e nem será, preso.